Notícia

Serviço de armazenamento em nuvem: maioria passa em teste

30 julho 2015

30 julho 2015

A ferramenta do momento para guardar seus dados se encontra nos serviços de armazenamento em nuvem. Por isso, a PROTESTE testou e constatou que existem opções fáceis de usar, com bons espaços e, o melhor, sem precisar pagar nada.

Para saber qual é o melhor e mais seguro entre os serviços de armazenamento em nuvem para guardar em um servidor virtual todos os tipos de arquivos que estão no computador, a PROTESTE selecionou a versão gratuita de aplicativos de 12 empresas. Há serviço bom, mas também ruins que não são recomendados.

Os serviços avaliados foram: 

  • Copy; 
  • Mega  Box; 
  • Box; Dropbox; 
  • Onedrive; Cubby; 
  • Amazon Cloud Drive;  
  • Apple; Icloud; 
  • Google Drive;  
  • Syncplicity; 
  • Mediafire;
  • Just Cloud.
     

Os serviços foram avaliados quanto a segurança, velocidade de carregamento, espaço e facilidade de uso. No geral, todos são seguros, uns mais que os outros. O destaque positivo fica para o Syncplicity: além de ter criptografia AES de 256 bits, a sessão expira em 30 minutos caso o aplicativo fique aberto sem uso. Os mais fracos quanto a isso são Google Drive e MediaFire.

 

A velocidade de carregamento é outro ponto fundamental, para não ter que esperar muito para enviar um arquivo para a nuvem (upload) ou baixá-lo depois (download). Apple iCloud, Cubby e Mega foram os mais rápidos no upload


Já no download, os melhores foram Amazon Cloud Drive, Apple iCloud, Box, Dropbox e Google Drive. Os com as menores taxas de erros nos dois processos foram Amazon Cloud Drive, Apple iCloud e Cubby.

 

O espaço disponível para armazenamento varia muito entre os sistemas. O pior, entre os avaliados, é o Just Cloud, que oferece em sua versão gratuita apenas 15MB. Se um CD possui 700 MB e já é considerado pequeno, imagina o que é possível guardar em míseros 15 MB. Praticamente nada. 


Na outra ponta, está o Mega, que oferece 50 GB.  Mas todos os 12 serviços testados oferecem mais espaço, desde que se pague por isso.

 

Além da capacidade disponível, é importante descobrir se o serviço possui restrição de banda. Isso quer dizer que alguns limitam a quantidade de megabytes que você pode enviar por hora, mês ou dia. 


Os únicos sem restrições são Amazon Cloud Drive, Cubby, MediaFire, OneDrive e Syncplicity. O Dropbox informa 20 GB por dia; o Apple iCloud, 200GB por mês ou 6,66 GB por dia; o Box, 10 GB por mês ou 0,33 GB por dia. O ideal é que o serviço não imponha restrições e, se houver, que sejam com valores altos.


 

Os sistemas não são complicados de usar. Alguns, após instalados, aparecem como atalhos no Windows Explorer, por exemplo. Mas acessar o serviço pelo navegador de Internet também é tranquilo. Todos eles têm botão dedicado para download e upload, assim como barra de progresso do carregamento do arquivo.


 

Também é comum a todos exibir o quanto do espaço disponível já foi utilizado. Os serviços do Box, Copy, Dropbox, Google Drive e OneDrive são os que oferecem mais opções para compartilhar arquivos entre usuários, permitindo edições simultâneas, caso do Google Drive – ou seja, o seu arquivo na nuvem pode ser mexido pela pessoa com quem você o compartilhou.


Entre os testados, o título de o melhor do teste ficou empatado entre o Copy e o Mega. 


Veja na comparação a seguir o quanto, em gigabyte (GB), é possível armazenar num pen drive (utilizamos como exemplo o de 4 GB), CD, DVD e HD externo – no caso, consideramos as capacidades mais utilizadas, que vão de 500 GB a 1 terabyte (TB).




Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e ganhe acesso ao conteúdo exclusivo que reservamos para você!



Imprimir Enviar a um amigo