Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Vazamento de dados: não estamos satisfeitos com resposta do Facebook
PROTESTE segue cobrando a equipe de Zuckerberg medidas compensatórias para os consumidores afetados bem como soluções para impedir novos vazamentos de dados via Facebook 
 
22 maio 2018 |
facebook_resposta

Imediatamente após o escândalo envolvendo o vazamento de informações pessoais de quase 100 milhões de usuários do Facebook vir à tona, nós, em conjunto com o Grupo Euroconsumers (Test –Achats, na Bélgica, OCU, na Espanha, Altroconsumo, na Itália e Deco PROTESTE, em Portugal) enviamos ao Facebook uma advertência formal.

Aprenda a proteger sua privacidade no Facebook

Além disso, nos reunimos em Bruxelas, no dia 11 de abril, com a direção da empresa para discutir o caso e defender os direitos de todos os usuários da rede social. 

Na ocasião, cobramos três posicionamentos de Mark Zuckerberg e seu time: 

1. Como o Facebook indenizará os consumidores afetados?

2. Como o Facebook indenizará outros consumidores que poderiam ser vítimas do uso indevido de seus dados?

3. Como o Facebook fará para dar autonomia ao usuário de modo que ele gerencie seus próprios dados?

Apesar disso, até a presente data, não obtivemos nenhum retorno satisfatório.

Sendo assim, seguiremos implacáveis na cobrança por essas respostas e nos manteremos firmes na defesa dos interesses e direitos dos consumidores, em primeiro lugar. 

E então, Facebook?  De qual lado você ficará nessa discussão? 

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2204 (de telefone fixo) ou (21) 3906-3900 (de celular).

Leia também

bag-mortal-takata
onde-comprar-materiais-de-construcao-barato
mark-zuckerberg-facebook-cambridge-analytica
vazamento-dados-facebook-home

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.