Notícia

Como comprar a sua TV

28 maio 2010

28 maio 2010

Aparelhos sem o conversor integrado podem valer a pena para o consumidor. Analise se este é o seu caso.

Finalidade do aparelho
Alguns aspectos devem ser analisados antes da compra: se é somente para ver televisão, se é para jogar videogame ou para assistir DVD. Se a ideia é ligar a TV e ver um DVD, ou usar uma TV a cabo analógica, não há necessidade de comprar um produto Full HD (que são mais caros do que os HD).

Agora, se a intenção é usar videogames de última geração (como Playstation 3 e Xbox) e aparelhos Blu-ray, um aparelho HD já é suficiente para aproveitar o potencial destes produtos. Mas, para aproveitar a função Full HD, só com o Blu-ray ou um Playstation 3.

Ao decidir a finalidade, decida o tamanho do aparelho, pois isso influencia diretamente no preço. O tamanho é determinado pelo ambiente onde a TV será instalada – uma tela de 42” requer mais espaço para a apreciação da imagem; já as TVs de 32” são boas para ambientes menores.

O conversor integrado é necessário?
O conversor permite assistir as TVs digitais disponíveis no Brasil, com imagem em HD de qualidade superior às tradicionais. Mas as TVs com o conversor integrado são mais caras, por isso a dica é pesquisar a compra do conversor à parte. Ainda não se sabe se os televisores que já possuem o decodificador integrado conseguirão ser atualizados para as funções de interatividade (que ainda não estão disponíveis no país) ou se será necessário a compra de um conversor separado.

Se o consumidor quer uma TV a cabo com funções HD, não é necessário um conversor, uma vez que os decodificadores fazem esse papel (além dos canais pagos, Globo, Band e Record também estão disponíveis nos planos da NET e da SKY).

Invista em conexões
No futuro a ligação HDMI será muito usada para a conexão de aparelhos, por isso invista em um modelo que tenha, no mínimo, três ligações HDMI. Outro recurso interessante é a porta USB, que pode ser usada para diversos fins, tais como ver fotos e assistir filmes. Também é aconselhável que a TV possua uma entrada HDMI e uma de vídeo composto.


Imprimir Enviar a um amigo