Notícia

Conversor é alternativa viável

26 maio 2010

26 maio 2010

Produto permite acesso à programação de TV em alta resolução sem a necessidade de um televisor Full HD ou plano digital de assinatura.

Se o dinheiro não deu para comprar uma TV Full HD, não desanime. Se você possui uma TV de plasma, LCD ou LED, e está feliz com o seu aparelho, basta apenas instalar um conversor para assistir à programação em alta definição. Você também precisará de uma antena UHF e de um cabo HDMI para a conexão.

A oferta de conversores não é abundante no mercado, por isso, caso você não encontre uma de nossas indicações, pesquise nas lojas on-line. E atenção: não adianta comprar um conversor se sua TV for de tubo, pois não fará diferença na imagem.

Aparelhos seguem um padrão

Todos trazem duas saídas de som estéreo compatíveis com a tecnologia adotada pelo sistema de TV Digital utilizado no Brasil, além de seguros para o uso doméstico. Nosso teste também descobriu que os conversores Telesystem e Cromus possuem construção idêntica, assim como os controles remotos (o de um funciona perfeitamente no outro) e os menus do sistema. A única diferença está na aparência externa.

Proview: uma vantagem e alguns problemas

Apesar de o Proview ser o único que vem com a antena UHF, não tem boa sensibilidade ao sinal e não tem várias funções que os demais apresentam, como a leitura de vídeos em um pen drive. Tampouco traz os cabos necessários à instalação do aparelho. Seu plugue é do tipo americano e requer um adaptador. Entretanto, ele tem a maior rejeição a sinal analógico, o que diminui a interferência na imagem.

Vale quanto custa

O conversor da Semp Toshiba apresentou sensibilidade ao sinal quase quatro vezes maior do que o Proview, além de ser o aparelho mais fácil de instalar: o menu é intuitivo, claro e a sintonia automática de canais foi feita de modo rápido e eficiente. Mas se você comprar  o Telesystem pelo menor preço, economizará até R$ 120 em relação ao Semp Toshiba, produto mais caro.


Imprimir Enviar a um amigo