Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Saiba como escolher uma boa TV
Nem todos os modelos nos surpreenderam. Mas achamos uma Smart de qualidade por menos de R$ 2 mil
26 novembro 2014 |

Se você pretende investir parte do seu 13º salário em uma nova e moderna TV, é bom escolher com cuidado o aparelho, pois o custo pode ser bem alto e esse é um dinheiro que você não terá de volta. Por isso, a PROTESTE pesquisou e constatou que é possível comprar um bom aparelho e ainda economizar pouco mais de R$ 3 mil.

A maioria dos televisores disponíveis no mercado conta com entradas HDMI, um sistema capaz de transmitir áudio e vídeo através de um único cabo. Mas nenhum oferece conexões com fones Bluetooth. E, ainda, todos possuem pelo menos uma entrada USB que pode ser usada para reproduzir fotos, vídeos e áudios.

As TVs denominadas smart têm conexão Wi-Fi (as demais, não). Nessas, a porta USB também serve como gravador. E elas possuem conexão direta com smartphones. Com o aplicativo da TV instalado em seu celular, dá, inclusive, para transformá-lo em controle remoto.

Qualidade de som e imagem tem bons resultados

Em qualidade da imagem, a maioria é boa ou aceitável. O único modelo que deixa a desejar nesse quesito é o LG 39LN5400, que decepcionou em se tratando de HD. A Sony KDL-55W805B apresentou um pequeno problema de nuvens na tela.

Já em se tratando de som, as TVs Philips e Samsung foram as melhores. Alguns aparelhos da Sony e da LG não possuem som muito apurado – se você tiver um home theater, no entanto, pode suprir essa necessidade. E a Panasonic foi a mais insatisfatória nesse critério.

A qualidade do 3D também foi avaliada nas TVs em que essa tecnologia está presente. Todas se saem bem na eficiência da função, mas nem sempre é fácil usar.

Para usar as Smart TVs como gravador, é necessário apenas plugar um pen drive ou um HD externo nas portas USB. Dessa forma, é possível gravar a programação ao vivo, para assistir posteriormente, e reproduzir os arquivos gravados. Tudo muito simples de fazer.

Funcionalidades de acesso à Internet

Os aparelhos com Smart TV foram avaliados também com relação às suas funções de acesso à Internet. Observamos que navegar na rede com a TV não é muito fácil, porque é necessário usar, na maioria das vezes, o controle remoto, e esse método de entrada de texto e navegação não é muito intuitivo, costumando ser demorado.

Samsung e Philips permitem usar um teclado externo, o que melhora muito a navegação. De qualquer forma, em nenhum aparelho a experiência é comparável com a de um computador ou tablet.

Quanto maior, mais diferença de preço

Na soma geral, as TVs de 47 a 48 polegadas não atingiram uma pontuação boa o suficiente para indicação de a escolha certa ou a melhor do teste. Mas se você quer mesmo um desses modelos, não deixe de pesquisar preços. Na Internet, a diferença entre custo mínimo e máximo de um mesmo aparelho chega a R$ 1 mil.

Já nas de 55 polegadas, há bons produtos, mas a variação e diferença de preço é bem maior. Se você encontrar os aparelhos pelo preço mínimo, vai economizar R$ 3.050 ao optar pela escolha certa em vez da Sony KDL-55W955B (a mais cara, que nem foi considerada a melhor). A escolha certa tem os melhores preços em média, mas caso você encontre a melhor do teste pelo preço mínimo ela se torna a sua escolha certa.

LG 32LN540B. Bom preço e qualidade suficiente para quem não quer nada sofisticado. R$ 902

TV Samsung UN40F6400. Smart TV com bons resultados em qualidade de imagem e som. O preço varia de R$ 1.880 a R$ 2.400.

TV Samsung UN55F6400. Boa em todos os critérios de avaliação e muito fácil de usar. O preço varia de R$ 3.649 a R$ 5.499.

TV Philips 55PFL7008G Também apresenta boa qualidade de som e imagem e, na média, é mais conta. O preço varia de R$ 3.999 a R$ 4.539.

Leia também

IMG-queijominas
dúvidas
minimo-cartao
familia-comemorando

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.