Notícia

Água: como testamos

18 abril 2011

18 abril 2011

A PROTESTE foi até casas em diferentes regiões do Rio de Janeiro e coletou amostras no registro e na torneira.

A PROTESTE coletou amostras de água em três pontos diferentes de cada região do Rio de Janeiro:

  • Zona Norte
  • Zona Sul
  • Zona Oeste
  • Grande Tijuca
  • Centro e Centro Histórico
  • Barra, Jacarepaguá e adjacências
  • Ilha do Governador

Na Zona Oeste e no Centro e Centro Histórico não foi possível manter o padrão de coletar em regiões diferentes devido à dificuldade de conseguir pessoas que morassem nessa região e que abrissem a sua casa para coleta.

Em cada ponto foram retiradas duas amostras de água: uma na entrada da casa e outra na torneira da cozinha. A primeira avalia a qualidade do líquido que chega na casa do consumidor. A segunda verifica se há algum problema dentro da casa. Neste caso, podemos avaliar, por exemplo, se a limpeza da caixa d’água está sendo feita de maneira adequada.

Análises realizadas

As análises ocorreram baseadas na Portaria n° 518/04, da ANVISA – Norma de qualidade da água de consumo humano. Os itens avaliados foram:

Microbiologia

  • Coliformes totais
  • Coliformes termotolerantes
  • Contagem padrão de bactérias heterotróficas

Aceitação

  • Alumínio
  • Cloreto
  • Dureza
  • Etilbenzeno
  • Ferro
  • Gosto
  • Manganês
  • Monoclorobenzeno
  • Odor
  • pH (a 20°C)
  • Sódio
  • Sólidos dissolvidos totais
  • Sulfato
  • Surfactantes
  • Tolueno
  • Turbidez
  • Xilenos
  • Zinco
  • Sulfeto
  • Amônia
  • Cloro

Imprimir Enviar a um amigo