Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Descongestionante nasal tem lote suspenso pela Anvisa
Foram constatados problemas no pH e no odor do medicamento.  Saiba quais lotes foram barrados e o que a fabricante diz sobre o caso
07 agosto 2018 |

17 lotes de duas versões do descongestionante Salsep da Libbs Farmacêutica foram suspensos para venda e uso pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A determinação foi publicada no Diário Oficial da União na segunda-feira (06 de agosto).

A medida foi adotada após a própria fabricante enviar comunicado de recolhimento voluntário.

No documento, os responsáveis alegam "desvios de qualidade (pH e odor fora de especificação)" em lotes do medicamento Salsep (cloreto de sódio 0,9%) solução nasal em spray e Salsep 360 (cloreto de sódio 0,9%) solução nasal em spray.

Confira abaixo os lotes que deverão ser retirados do mercado: 

Salsep (cloreto de sódio 0,9%) solução nasal em spray.


17A0379 (Val. 01/2019);

17J0329 (Val. 10/2019); 

17K0646 (Val. 11/2019);

17K0649 (Val. 11/2019);

17K0650 (Val. 11/2019);

17K0729 (Val. 11/2019); 

18C0384 (Val. 03/2020); 

18C0388 (Val. 03/2020);

18C0393 (Val. 03/2020);

18C0394 (Val. 03/2020); 

18C0396 (Val. 03/2020); 

18C0400 (Val. 03/2020).

Salsep 360 (cloreto de sódio 0,9%) solução nasal em spray:

16K0493 (Val. 11/2018);

17I0158 (Val. 09/2019);

17K0654 (Val. 11/2019); 

17K0656 (Val. 11/2019);

17K0727 (Val. 11/2019).

A Anvisa determinou que o recolhimento dos estoques existentes no mercado seja realizado pela farmacêutica.

A Libbs Farmacêutica informou, em nota, que a chance de os lotes dos produtos em questão oferecerem riscos à saúde dos usuários é pequena e que o recolhimento não afeta outros lotes e produtos.

"O recolhimento preventivo e voluntário reforça o nosso compromisso com a segurança e com a qualidade dos nossos produtos e foi motivado pela identificação, em algumas amostras, de resultados diferentes da especificação.

No entanto, é importante reforçar que as alterações observadas oferecem baixas possibilidades de consequências à saúde dos consumidores, de acordo com as classificações legais de risco (RDC 55/2005)."

Nossa sugestão é que antes de comprar o produto, seja verificado se o mesmo faz parte do lote suspenso. 

Em caso positivo, informe imediatamente ao estabelecimento para que seja retirado das prateleiras.

Caso você já tenha comprado o medicamento e possua nota fiscal, sugerimos que procure a loja onde foi feita a compra para trocá-lo.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2204 (de telefone fixo) ou (21) 4003-3907 (de celular).

Leia também

cuidados-com-colchao
água de coco
abertura
IMG-queijominas

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.