Notícia

Dez dicas e cuidados sobre segurança com botijões de gás

20 outubro 2015

20 outubro 2015

Confira dez dicas da PROTESTE sobre segurança com botijões de gás, pois estes equipamentos precisam ser utilizados corretamente. Caso contrário, pode ocorrer o risco de graves explosões, como ocorreu recentemente no Rio de Janeiro.

Uma forte explosão no bairro de São Cristóvão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, destruiu imóveis comerciais e residenciais deixando ao todo sete feridos. Os bombeiros suspeitam de vazamento de gás, porém a causa da explosão ainda não está clara. 


Pensando na segurança dos consumidores a PROTESTE preparou uma série de dicas sobre cuidados com botijões de gás, pois estes equipamentos ainda são muito utilizados em cozinhas residenciais e comerciais. 


Por isso, é preciso ter muito cuidado para armazenar este material altamente inflamável e explosivo. São necessários também alguns cuidados em sua instalação e troca, para evitar acidentes como incêndios ou explosões, além de muita atenção ao proceder em caso de suspeita de vazamentos de gás. 



Um dica muita simples para verificar se há vazamentos de gás é passar uma esponja com água e sabão sobre a conexão válvula de pressão de gás. Se houver vazamento de gás aparecerão bolhas. Nunca use fósforo, isqueiro ou vela para verificar se realmente há vazamento de gás, pois isso pode causar um incêndio.


Confira dez dicas e cuidados sobre segurança com botijões de gás:


1- A marca da distribuidora, a certificação do INMETRO e o prazo de validade devem estar especificados no corpo do botijão de gás, em seu regulador de pressão e sua mangueira. 


2- Recuse botijões sem o lacre da distribuidora na válvula, muito amassados, enferrujados e com as alças soltas.


3- Não faça extensões na mangueira de gás, juntando várias delas.


4- O botijão deve permanecer sempre na posição vertical, nunca deitado.


5- Não armazene o botijão de gás em lugares fechados (como armários de cozinha), preferindo armazená-lo do lado de fora da cozinha em local arejado, coberto e protegido das intempéries.


6- Jamais passe a mangueira por trás do fogão. Se for necessário alterar a posição de entrada de gás, chame profissionais credenciados pelo fabricante do fogão.


7- Armazene o botijão a uma distância mínima de 1,50m de tomadas, interruptores, instalações elétricas, ralos ou grelhas de escoamento de água. 


8- Feche o registro de gás sempre que não estiver usando o fogão.


9- Em caso de suspeita de vazamento de gás feche o registro de gás, não acione interruptores de eletricidade, alerte e afaste as pessoas do local, abra portas e janelas, não acenda fósforos ou isqueiros e retire o botijão para um local aberto, ventilado e longe de fonte de ignição.


10- Com fogo, retire as pessoas do local e ligue imediatamente para o Corpo de Bombeiros pelo 193. Se possível, utilize extintor de incêndio de pó químico seco para apagar as chamas. 



Denuncie qualquer suspeita de armazenamento irregular de botijões de gás:

  • Para evitar acidentes como a explosão no bairro de São Cristóvão (Rio de Janeiro), é preciso denunciar qualquer suspeita de armazenamento irregular de botijões de gás ou de vazamento de gás encanado.
  • As denúncias devem ser feitas diretamente ao Corpo de Bombeiros nos números da ouvidoria da corporação: 0800-282-50-70 e 2334-9981.
  • Se a suspeita for de vazamento de gás encanado, a denúncia deve ser feita à CEG, no telefone 0800-024-77-66.



Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e ganhe acesso ao conteúdo exclusivo que reservamos para você! 

Se você é associado PROTESTE e precisa de ajuda com nosso conteúdo ligue para (21) 3906-3980.


Imprimir Enviar a um amigo