Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Server Error
De março de 2011 a novembro de 2012, realizamos uma pesquisa para avaliar a satisfação do tratamento homeopático em crianças. O estudo foi feito em conjunto com Bélgica, Itália, Portugal, Espanha, Alemanha e França, totalizando 398 respondentes. Em cada país, foram distribuídos questionários a homeopatas que, por sua vez, os repassaram aos pais das crianças que se tratavam com eles. Os questionários foram preenchidos em duas etapas: na primeira, no início do tratamento; na segunda, seis meses depois. De acordo com os homeopatas, esse intervalo permite avaliar se o tratamento surtiu efeito ou não.

Entre as crianças brasileiras, as principais queixas que fizeram os pais as levarem à homeopatia foram: problemas respiratórios (37% dos pacientes); doenças comuns(29%), como febre, perda de apetite, doenças infantis e infecções; e problemas psicológicos (17%), como distúrbios do sono, ansiedade, dificuldades de atenção e problemas comportamentais. E, para escolherem o homeopata, 54% dos pais buscaram indicações de amigos e parentes.

Na consulta, praticamente metade dos homeopatas (48%) também prescreveu remédios alopáticos para os pacientes infantis. O restante receitou, exclusivamente, medicamentos homeopáticos. Quanto à melhora percebida no tratamento, veja quais foram os resultados em relação aos problemas mais procurados:

Problemas respiratórios

Piorou – 12%

Nada mudou – 39%

Ligeira melhora – 33%

Melhorou bastante – 16%

Doenças comuns

Piorou – 13%

Nada mudou – 30%

Ligeira melhora – 50%

Melhorou bastante – 7%

Problemas psicológicos

Piorou – 9%

Nada mudou – 27%

Ligeira melhora – 45%

Melhorou bastante – 18%

 

Leia também

waze
produto-mostruario
apple

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.