Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Veja como organizar os remédios
Idosos devem ter atenção redobrada com seus medicamentos, desde a consulta médica até a ingestão e o descarte. 
20 setembro 2012 |
  • No médico - Antes de ir à consulta, faça uma lista com os medicamentos que usa, tanto aqueles que necessitam de prescrição quanto os isentos de receita (alguns analgésicos, antiácidos, etc.), além de vitaminas, suplementos e fitoterápicos. Não se esqueça de mencionar a dose e a frequência de consumo.
  • Como organizar - Há quem opte por caixinhas com divisórias, vendidas em farmácias. Caso seja necessário, o familiar do idoso pode enchê-la previamente, sem misturar diferentes comprimidos e cápsulas em um único frasco. Vale a pena ainda fazer uma tabela no computador com doses, horários e até cores dos comprimidos e colá-la na porta da geladeira.
  • Caixas e bulas - Guarde as caixas espalmadas e as bulas, caso necessite tirar alguma dúvida relacionada à marca, ao lote, à data de validade, ao número de serviço de atendimento ao consumidor (SAC), aos efeitos secundários, a interações medicamentosas ou à superdosagem.
  • Hora e dose certas – Deixe seus remédios junto à mesa onde normalmente almoça ou janta para evitar o esquecimento. Programar o celular ou o despertador para lembrar a hora de tomar a medicação pode ser também uma boa opção.
  • Prazo de validade - Em hipótese alguma tome remédios vencidos. Cápsulas, pílulas e comprimidos ultrapassados ou que você tenha deixado de tomar de forma definitiva podem ser entregues em qualquer farmácia.
  • Leia também

    falencia-fabricante
    remédios
    waze
    fogao-cooktop-qual-comprar

    Deixe seu comentário()

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.