Notícia

Quando respirar fica quase impossível

05 setembro 2012

05 setembro 2012

Veja como tratar e prevenir a rinite, doença que causa inúmeros desconfortos e problemas para a saúde.

A rinite alérgica é um problema que atinge muitas pessoas e seus principais sintomas é a dificuldade na respiração, excesso de espirros, coriza, irritação nos olhos e uma sensação incômoda de obstrução nasal. Esta doença é uma resposta ao alérgeno (substância que provoca a alergia), intensificando os mecanismos de expulsão e dificultando a entrada de outros elementos causadores do problema.

Dicas para tratar ou prevenir a rinite:

· Adotar procedimentos para a limpeza dos ambientes em que o alérgico vive.

· Identificar quando surgiram os sintomas, para saber se você é alérgico a alguma substância.

· Procurar um médico para obter um diagnóstico preciso relacionado aos tipos de sintomas e histórico familiar.

Exames indicados para diagnosticar a rinite:

· Análise sanguínea

·         Testes cutâneos

· Endoscopia nasal

· Teste de provocação nasal

O médico irá pesquisar as causas da alergia e recomendar os medicamentos mais adequados para controlar a doença (veja alguns exemplos no quadro abaixo):

O tratamento pode combinar medicamentos e vacinas antialérgicas e a adoção de medidas preventivas. As vacinas antialérgicas buscam habituar o sistema imunológico, de forma progressiva e controlada a substâncias alérgenas como pólen, pó, fungos e ácaros, mas fique atento a imunoterapia não é indicada para crianças com menos de 5 anos.

O uso indevido dos descongestionantes nasais também pode provocar a rinite medicamentosa. Isso ocorre porque a fórmula desses produtos pode conter nafazolina, fenoxazolina ou oximetazolina, que desobstruem as narinas. Horas depois, ocorre a sensação contrária, sendo necessário usar novamente o produto.

Os descongestionantes são indicados por até três dias, para evitar a dependência química. Se precisar por mais tempo, experimente soro fisiológico ou produtos que aumentem a entrada de ar através da dilatação das narinas. Se não apresentar melhora, busque orientação médica.


Imprimir Enviar a um amigo