Notícia

Sete passos para tratar as lesões esportivas

25 agosto 2014

25 agosto 2014

Nem mesmo os atletas profissionais estão livres de contusões, imagina nós, esportistas amadores. O importante, além de evita-las, é saber trata-las para que não se agravem.

Câimbras, dores, distensões e entorses (lesões dos ligamentos) são inerentes a quem pratica atividade física. E, muitas vezes, mesmo com todo cuidado pré e pós exercícios, como a realização de alongamentos, as lesões ocorrem. As mais frequentes são aquelas que ocorrem acidentalmente e que afetam ligamentos, músculos e tendões, os chamados tecidos moles. Elas acontecem quando um músculo é sobrecarregado, ou seja, quando você ultrapassa as capacidades desse órgão, o que pode ocorrer por vários motivos. Entre eles estão aquecimento prévio insuficiente, queda, torção repentina, desidratação, fadiga e idade.

Casos graves precisam de ajuda médica

Em geral, lesões leves podem ser tratadas em casa mesmo, com compressas e repouso, mas se você rompeu um músculo ou tendão, é essencial procurar ajuda médica. Nesses casos, pode haver necessidade de intervenção cirúrgica e sessões de fisioterapia.

Cuide para não agravar

Com atitudes simples, você alivia o inchaço e a dor. Confira um passo o passo para fazer assim que a lesão ocorrer.

1º passo - Pare a atividade para não agravar a lesão.

2º passo - Coloque uma atadura para limitar os danos e atenuar a dor.

3º passo - Mantenha o membro lesionado elevado para evitar inflamações.

4º passo - Esfrie a região lesionada por 20 minutos para evitar inchaço.

5º passo - Nos dias seguintes, repouse. Espere alguns dias antes de voltar aos esporte.

6º passo - A partir do terceiro dia após a lesão, aqueça a região. O calor alivia a dor, descontrai o músculo afetado e acelera a recuperação.

7º passo - Mova o membro lesionado aos poucos e massageie a região. Se tiver dúvida, procure um fisioterapeuta.


Imprimir Enviar a um amigo