Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Whey Protein: compare as marcas que testamos em laboratório e não seja enganado!
Para te ajudar na escolha, testamos as principais marcas e criamos um comparador online exclusivo para que você confira todas as informações importantes antes da compra.
28 setembro 2018 |

Muita gente busca atingir seus objetivos aliando atividade física à suplementação proteica.

Dentre os tipos de suplementos ofertados, o Whey Protein (proteínas do soro do leite de vaca) é um dos mais consumidos, apresentando uma enorme variedade de marcas e preços. 

Pensando nisso, testamos os principais produtos disponíveis nas prateleiras para te ajudar a escolher aquele que melhor atende às suas necessidades. 

Conheça os resultados e compare os produtos

Para conferir os resultados, acesse aqui nosso comparador exclusivo de Whey Protein.

Em nossa nova ferramenta gratuita, disponibilizamos para você todas as informações necessárias que devem ser levadas em conta no momento da compra.

Basta clicar aqui para comparar preço médio, peso, tipo de proteína, quantidade de doses disponíveis em cada embalagem, assim como a quantidade de proteína e de carboidratos de cada produto. 

Além disso, com os resultados do teste, você vai saber se pode confiar nas marcas analisadas, pois em cada uma, alertamos se as quantidades de proteínas e carboidratos estão superiores ou inferiores ao informado nos rótulos.

Como foi feito nosso teste

Levamos 30 marcas de Whey Protein em pó, sabor baunilha, ao laboratório.

whey-vainilla

Verificamos se os rótulos traziam informações obrigatórias por lei e analisamos os teores de proteína e carboidratos presentes nos produtos.

Vale destacar que utilizamos a legislação da Anvisa, que dispõe sobre alimentos para atletas. Vigente na data da compra dos produtos, ela foi revogada pela nova resolução para suplementos alimentares.

No entanto, salientamos que isso não modifica ou influencia os resultados do teste.

Essa não é a primeira vez que colocamos o Whey Protein na berlinda: 20 marcas passaram por nosso crivo em 2014. Em 2015, foram 30.

A boa notícia é que, neste ano, tivemos melhores resultados: no geral, os rótulos estão, sim, mais confiáveis, principalmente em relação à proteína. 

Porém, há o que melhorar, já que dez marcas ainda não cumprem o que prometem na rotulagem com relação a quantidade de carboidratos.

Há diferença de até 114%

dferenca-carboidratos

É preciso destacar que, para essa análise, levamos em conta a resolução da Anvisa, para alimentos em geral, que determina: informações nutricionais podem apresentar variação de até 20% por porção (para mais ou para menos). 

Neste cenário, o pior resultado ficou a cargo do BRN Foods. O teor de carboidratos encontrado foi de 114% maior em relação ao apontado no rótulo.

Há também aqueles que pecaram, mas por motivo contrário: têm menos carboidratos que o estampado na embalagem, como é o caso do Black Skull, dentre outros.

Em ambos os casos, há uma clara desconformidade com a legislação, além de um sério desrespeito ao direito do consumidor em receber uma informação clara e precisa. 

Por essas e outras razões, defendemos que os fabricantes precisam se adequar.

O fato de haver diferença entre o valor presente no rótulo e o encontrado em laboratório, nesse caso, não traz riscos à saúde. 

Contudo, pode impactar o resultado: há riscos de que o objetivo traçado não seja alcançado. 

whey-objetivo-nao-alcancado

Além disso, verificamos que BRN Foods, Musclepharm e Iridium possuem na embalagem imagens referentes a ganho ou definição muscular, o que, segundo a Anvisa, é irregular.

Whey Protein: veja aqui como não ser enganado

Essa última marca traz ainda a frase "aumento de massa magra", exemplo de termo proibido na legislação.  

Vale destacar que nenhum dos produtos analisados cita a presença de cafeína. Em nossas análises feitas em laboratório, realmente confirmamos a ausência desse componente. 

Confira aqui os resultados e escolha o melhor Whey Protein para você

Produto que se diz  isolado não tem  90% de proteína, como  sugerem estudos

Segundo estudos, o Whey concentrado caracteriza-se por conter de 29% a 80% de proteína do soro do leite, sendo o restante carboidratos e gordura, enquanto o isolado, mais puro, deveria ser composto por 90% de proteína.

Entre os produtos testados que se dizem isolados, o BRN Foods não traz essa quantidade de proteína, mas apenas 69,5%. Contudo, é impossível penalizá-lo.

whey-quantidade

Isso porque não existe legislação que obrigue as marcas a trazerem 90% de proteína em sua composição para poderem afirmar que são isolados.

De qualquer forma, acreditamos que esse tipo de padronização é essencial, pois assim o consumidor consegue saber o que realmente está levando para casa – razão que nos levou a cobrar providências junto à Anvisa

O que levar em conta na hora da compra

No geral, os produtos que se intitulam isolados são mais caros em comparação aos concentrados. E o investimento nem sempre vale a pena.

Segundo a médica Marília Milograna Zaneti, o concentrado cumpre muito bem sua função.

Além disso, o isolado é mais apropriado para públicos específicos, como intolerantes à lactose. 

Confira nosso bate-papo com a médica Marília Milograna Zaneti sobre o uso de Whey Protein

Na hora da compra, prefira ainda as marcas que trazem menos conservantes, corantes e açúcares. "Vá até a lista de ingredientes. Se ela for enorme, prefira outro produto", orienta a doutora Marília.

Exigimos rótulos precisos 

As quantidades dos nutrientes precisam ser corretamente informadas no rótulo.

Além disso, imagens referentes a ganho ou definição de massa muscular não devem constar na embalagem, visto que, nesse caso, ferem a legislação.

varios-rotulos-whey

Por fim, a falta de padrão que estabeleça a classificação dos diferentes tipos de whey protein disponíveis no mercado dificulta o acesso à informação adequada, clara e precisa.

Frente aos problemas encontrados no teste, enviamos ofício à Anvisa solicitando as providências cabíveis.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2205 (de telefone fixo) ou (21) 4003-3907 (de celular).

Leia também

abertura-BCAA
duvidas-whey-protein
alimentos-funcionais
água de coco

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.