Notícia

3 de Junho - Dia da Conscientização Contra a Obesidade Mórbida Infantil

03 junho 2016

03 junho 2016

A data tem como objetivo conscientizar a sociedade sobre as proporções e a gravidade da doença. Confira nossas dicas sobre os cuidados necessários e saiba como combatê-la.

Estudos recentes mostram que a obesidade é o terceiro problema de saúde pública que mais demanda gastos da economia brasileira, estando à frente até do tabagismo. Estima-se que os gastos giram em torno de R$ 110 bilhões, o que equivale a 2,4% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. 


Outro dado marcante do crescimento epidêmico do excesso de peso é o aumento deste agravo em idades cada vez mais precoces. Em 2004, já se estimava que 10% das crianças e adolescentes do mundo apresentavam excesso de peso e que, dentre elas, um quarto eram obesas. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 15% das crianças brasileiras com idade entre 5 e 9 anos têm obesidade atualmente. 



A obesidade mórbida é uma doença crônica progressiva, onde o excesso de gordura corporal se acumula a tal ponto que a saúde fica comprometida. O problema de obesidade em crianças, geralmente, está associado a prática do desmame precoce, combinadas com dietas incorretas - repletas de industrializados como: salgadinhos tipo "snacks", bebidas com alto teor de açúcares, doces e alimentos frios - e questões culturais (criança gordinha ainda é sinônimo de criança saudável). 


Obesidade pode desencadear outras doenças

Outra causa importante refere-se também ao desequilíbrio entre a ingestão de alimentos e o gasto energético. Atualmente, grande parte do tempo das crianças é dedicado à televisão, videogame, computadores, que constituem um ambiente bastante favorável ao aumento da prevalência da obesidade, já que por dia as crianças brasileiras passam em média 3 horas na escola e “5 horas em frente à TV”, reduzindo, desta forma, a prática de atividades físicas que possibilitem os gastos energéticos.


Dentre os riscos a saúde provenientes da obesidade podemos citar: doenças respiratórias, doenças ortopédicas, colesterol e triglicerídeos elevados, hipertensão arterial e diabetes tipo 2.



Dicas e cuidados para combater a obesidade 

Uma pesquisa que realizamos identificou que apenas 9% dos pais notam problemas dos filhos com a balança. É preciso estar sempre atento e algumas mudanças de hábito são fundamentais para a reeducação alimentar e controle do peso. Confira nossas dicas e os cuidados necessários para combater a doença:


  • Fracione o volume de alimentos em 6 refeições durante o dia, evitando jejuns prolongados;
  • Incentive o consumo de frutas e hortaliças, em diferentes preparações;
  • Evite que a criança belisque fora das refeições e não substitua a refeição por mamadeiras, iogurtes e vitaminas;
  • Restrinja o consumo de guloseimas;
  • Reduza o tempo à frente da televisão, principalmente durante as refeições;
  • Estimule a prática de atividade física;
  • Não ofereça a comida como recompensa ou ameace com castigo caso não consumam a refeição ou determinado item; 
  • Dê o exemplo. Não adianta dizer para beber suco e tomar refrigerante;
  • Fique atento e tome cuidado para não cair nas pegadinhas de alimentação saudável. 


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo