Notícia

31 de Maio - Dia Mundial sem Tabaco

31 maio 2016

31 maio 2016

Data tem o objetivo de alertar a população para os malefícios do tabaco. Conheça os principais danos causados pelo tabagismo e saiba como descobrir o grau de dependência da nicotina.

Nesta terça-feira, 31 de Maio, é celebrado o “Dia Mundial Sem Tabaco”, que foi criado há quase 30 anos pela OMS (Organização Mundial da Saúde) para alertar sobre as doenças relacionadas ao tabagismo, que provocam um elevado número de mortes todos os anos. 


Confira algumas informações essenciais que reunimos e saiba mais sobre os riscos e os sérios danos causados pelo tabaco:


  • O tabaco mata até 50% de seus usuários;
  • As mortes atribuídas ao uso de tabaco somam 6 milhões por ano mundialmente. Destas, mais de 5 milhões resultam do uso direto do tabaco, enquanto que dez por cento, ou 600 mil mortes são causadas a fumantes passivos, que inalam a fumaça do cigarro de outros;
  • Se não forem tomadas medidas drásticas, o número de mortes por uso de tabaco pode chegar a 8 milhões por ano em 2030;
  • O uso intenso e constante de cigarros pode resultar em pneumonia, câncer de pulmão, problemas coronarianos, bronquite crônica, além de câncer em regiões do corpo que entram em contato direto com a fumaça como garganta, língua, laringe e esôfago. O risco de ocorrência de enfarte do miocárdio, angina e derrame cerebral também aumenta;
  • Existem evidências de que a nicotina pode provocar úlceras gastrointestinais. Entre outros efeitos tóxicos provocados pela nicotina, podemos destacar ainda náuseas, dores abdominais, diarreia, vômitos, cefaleia, tontura, bradicardia e fraqueza;
  • Não existe um nível seguro de exposição ao fumo do tabaco no caso do fumante passivo;
  • Em adultos, o fumo passivo causa doenças cardiovasculares e respiratórias graves, incluindo doenças coronarianas e câncer de pulmão. Em lactantes provoca a morte súbita. Em mulheres grávidas, causa baixo peso ao nascer;
  • Quase metade das crianças respira regularmente ar poluído pelo fumo do tabaco em locais públicos. Em 2004, as crianças representaram 28% das mortes atribuíveis ao tabagismo passivo.

Identifique o grau de dependência da nicotina 


O Teste de Fagerström auxilia a estimar o grau de dependência da nicotina. É utilizado como ferramenta na terapia para ajudar a parar de fumar. Responda as perguntas abaixo e descubra o grau de dependência da nicotina:

1. Quanto tempo após acordar você fuma seu primeiro cigarro?
Dentro de 5 minutos (3)
Entre 6 e 30 minutos (2)
Entre 31 e 60 minutos (1)
Após 60 minutos (0) 


2. Você acha difícil não fumar em lugares proibidos como igrejas, bibliotecas, etc?
Sim (1)
Não (0) 


3. Qual o cigarro do dia que traz mais satisfação?
O primeiro da manhã (1)
Outros (0) 


4. Quantos cigarros você fuma por dia?
Menos de 10 (0) ________
De 11 a 20 (1) _________
De 21 a 30 (2) _________
Mais de 31 (3) _________ 


5. Você fuma mais freqüentemente pela manhã?
Sim (1)
Não (0) 


6. Você fuma, mesmo doente, quando precisa ficar de cama a maior parte do tempo?
Sim (1)
Não (0) 


Conclusão sobre o grau de dependência: 
0 – 2 pontos = muito baixo 
3 – 4 pontos = baixo 
5 pontos = médio 
6 – 7 pontos = elevado 
8 – 10 pontos = muito elevado 


Uma soma acima de 6 pontos indica que, provavelmente, o paciente sentirá desconforto (síndrome de abstinência) ao deixar de fumar. Nos fumantes com pontuação até três, os quais somam cerca de metade dos tabagistas, o aconselhamento mínimo é geralmente suficiente para abandonar o tabaco. 


Desde 2002 o Ministério da Saúde juntamente com as secretarias estaduais e municipais de Saúde vem organizando uma rede de unidades de saúde do SUS para oferecer tratamento do tabagismo aos fumantes que desejam parar de fumar. Para ter acesso ao tratamento, basta procurar uma Unidade Básica de Saúde, levar a identidade e se inscrever no programa de combate ao tabagismo do SUS.


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo