Notícia

Câncer de pâncreas: diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento

22 junho 2015

22 junho 2015

Câncer de pâncreas é uma doença grave e seus sintomas podem ser confundidos com os de outras enfermidades. Ter uma vida com hábitos saudáveis ajuda a prevenir a doença.

O pâncreas faz parte do sistema digestivo. É responsável pela produção de insulina (hormônio que controla o nível de glicemia no sangue) e também pela produção de enzimas envolvidas na digestão e absorção dos alimentos.


O câncer de pâncreas atinge praticamente na mesma proporção homens e mulheres, mas é raro em jovens com menos de 30 anos. Sua incidência é mais forte em pessoas com idade superior a 50 anos, principalmente na faixa de 65 a 80 anos.

cancer pancreas

Na maior parte dos casos, não é possível determinar a causa da doença, mas se tem como fator de risco mais proeminente, o cigarro (tabagismo) que é responsável pelo tipo mais comum e frequente da doença: o adenocarcinoma. 



Sintomas

O Câncer pâncreas é uma doença grave. As características dos sintomas no início, podem ser confundidas com manifestações de outras enfermidades, o que muitas vezes inviabiliza o diagnóstico precoce, fundamental para o sucesso do tratamento.

Quando aparecem e são corretamente identificados, os sintomas mais comuns são: dor abdominal que se irradia para as costas, perda de peso e de apetite, cansaço, anemia e diabetes tipo 2. 

É importante ficar atento pois alguns desses sintomas podem indicar a invasão das células malignas na corrente sanguínea, que afeta órgãos vizinhos e eleva a doença a uma fase mais avançada e mais resistente ao tratamento.



Diagnóstico e Prevenção

O diagnóstico é feito a partir de exames laboratoriais e de imagem (ultrassononrafia, ressonância magnética, tomografia, etc). Há também casos em que é necessário realizar uma biópsia.

Para prevenir do câncer de pâncreas, o ideal é não fumar e evitar o excesso de álcool. Portadores de outros fatores de risco, como pancreatite crônica, diabetes, histórico familiar ou submetidas a determinadas cirurgias de estômago, duodeno e vesícula devem manter um acompanhamento médico regular.



Tratamento e recomendações 

Para o tratamento do câncer de pâncreas é realizada uma cirurgia para a retirada completa do tumor, sempre que possível. Já a quimioterapia, associada ou não à radioterapia, é um recurso terapêutico para evitar recidivas do tumor, para controle da doença ou alívio dos sintomas.

Quanto as recomendações, ter hábitos saudáveis de vida é fundamental. Não fumar e evitar álcool em excesso, reduz os riscos para o aparecimento da doença.


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo