Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Como conviver em paz com a AIDS
Veja como ter uma rotina normal e tranquila, mesmo sendo portador do HIV
01 dezembro 2011 |

Se há 30 anos o diagnóstico positivo para o vírus HIV era uma sentença de morte, a realidade agora é bem diferente. Apesar de ainda não existir uma cura para a doença, os pacientes hoje conseguem ter qualidade de vida. Mesmo durante a AIDS, que é o estágio final do HIV.

As campanhas de esclarecimento, aliadas às tecnologias que permitem incrementar os coquetéis para o tratamento, ajudam na sobrevida dos pacientes. Entretanto, a prevenção é fundamental, e não pode ser deixada de lado.

Se você é portador, não pode dispensar o coquetel e precisa ter acompanhamento médico permanente. Se você não é portador, deve se prevenir. Vale lembrar que a doação de sangue, o sexo seguro (com camisinha), a masturbação a dois, o beijo no rosto ou na boca, o suor e a lágrima, picadas de inseto, o aperto de mão ou o abraço, bem como compartilhar talheres e copos, assentos de ônibus, piscinas e banheiros, sabonete, toalha ou lençóis não transmitem o vírus.

O exame para a detecção do HIV deve ser feito duas vezes, a partir da coleta de sangue. Os testes podem ser feitos gratuitamente e de forma anônima no Sistema Único de Saúde (SUS), nas unidades da rede pública e nos Centros de Testagem e Aconselhamento.

Veja na matéria publicada na quarta edição da revista Proteste Saúde como funciona o diagnóstico, dicas para se manter longe do vírus e, ainda, como um paciente pode levar uma vida tranquila.

Leia também

preco-galaxy-s7
gps-dois
remédios
img-plano-saude1

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.