Notícia

Gripe x resfriado: identifique as diferenças e saiba como tratar corretamente

22 junho 2016

22 junho 2016

Apesar de terem sintomas parecidos, as doenças são causadas por vírus diferentes. Aprenda identificar os sintomas de cada uma e veja como prevenir e tratar de forma adequada.

Chegado o inverno e nessa época do ano é que geralmente gripes e resfriados se tornam mais frequentes. Mas você sabe realmente como identificar os sintomas de cada uma? Muito confundidas, gripe e resfriado são doenças diferentes. As duas acometem o trato respiratório, entretanto, são causadas por vírus diferentes, apresentam quadro clínico diferente e o risco para o indivíduo é diferente. 

Como prevenir gripes e resfriados 

A principal medida de prevenção da gripe é a vacinação. A vacinação deve ser repetida anualmente e deve ser feita especialmente nos grupos de risco (idosos, crianças e doentes crônicos). 


Para evitar pegar doenças respiratórias, seja gripe ou resfriado, é recomendável sempre manter alguns hábitos de higiene como lavar as mãos, utilizar lenço descartável para limpar o nariz, não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas, manter os ambientes bem ventilados e evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe. 


É fundamental também cobrir o nariz ao tossir e espirrar. Mas não use a mão para isso. Cubra o rosto com área interna entre o braço e o antebraço, onde fica o cotovelo. Assim, você evita tocar em objetos com as mãos cheias de vírus que podem contaminar outras pessoas.




Tratamento para gripes e resfriados 

Para ambos os casos, o tratamento principal é sintomático, ou seja, busca o alivio dos sintomas, uma vez que o organismo reage eliminando o vírus. Os medicamentos mais utilizados são os antitérmicos e analgésicos para febre e dor. A ingestão de líquidos e repouso também são medidas importantes. 

Para a gripe H1N1, é possível recorrer a um medicamento antiviral, o oseltamivir (Tamiflu), em casos mais graves da doença ou em caso de pacientes do grupo de risco, como grávidas, crianças e idosos.

Saiba como identificar a gripe 

  • Causa: é causada apenas pelo vírus da Influenza. Ele pode ser tipo A, B ou C, sendo os vírus do tipo A os que, historicamente, provocam os quadros mais problemáticos. 
  • Duração: cerca de 7 dias
  • Sintomas: é geralmente caracterizada por febre alta (acima de 38°C), seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, coriza e tosse seca. A febre é o sintoma mais importante e dura em torno de três dias. Os sintomas respiratórios como a tosse, tornam-se mais evidentes com a progressão da doença e mantêm-se em geral de três a cinco dias após o desaparecimento da febre. 
  • Complicações: podem ser graves, como pneumonia, necessitando de internação hospitalar.

Detecte os sintomas resfriado 

  • Causa: é causado por diferentes tipos de vírus. Entre eles estão os rinovírus (só este grupo tem mais de 100 tipos diferentes) e os coronavírus.
  • Duração: de 2 a 4 dias;
  • Sintomas: apesar de parecidos com da gripe, são mais brandos e duram menos tempo. Incluem tosse, congestão nasal, coriza, dor no corpo e dor de garganta leve. A ocorrência de febre é menos comum e, quando presente, é em temperaturas baixas. 
  • Complicações: Otite, sinusite e bronquite são as complicações possíveis. 

Mesmo identificando os sintomas e as possibilidades de tratamento, evite a automedicação. Ao desconfiar de qualquer problema de saúde, sempre procure um médico.


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo