Notícia

Própolis ajuda em recuperação

15 abril 2010

15 abril 2010

Substância produzida por abelhas tem propriedades curativas e praticamente não apresenta contraindicação.

A própolis é usada como um remédio popular e está disponível na forma de cápsulas, como um extrato, como enxaguatório bucal ou na forma de pó.

Ela é uma mistura complexa, formada por material resinoso e balsâmico coletado pelas abelhas nas árvores. Na colméia, os insetos adicionam secreções salivares e enzimas.

Substância tem propriedades curativas

A própolis tem sido objeto de estudos devido às suas propriedades curativas:

  • Antibacteriana;
  • Antifúngica;
  • Antiviral;
  • Antiinflamatória;
  • Protetora de células hepáticas;
  • Antioxidante;
  • Antitumoral;
  • Melhora do sistema imunológico

A coloração da própolis depende de sua procedência. Varia de marrom escuro passando a uma tonalidade esverdeada até o marrom avermelhado. Possui odor característico que pode variar de uma amostra para outra.

É complicado usar em fitoterapia

As propriedades biológicas da própolis estão ligadas a sua composição química, e este possivelmente é o maior problema para o uso da própolis em “fitoterapia”. É que a sua composição química varia com a flora da região e época da colheita, com a técnica empregada, assim como com a espécie da abelha.

Em raros casos é a próprolis é contraindicada, mas deve ser evitada em pessoas que apresentem hipersensibilidade à substância. Além disso, gestantes, lactantes e crianças somente devem consumir este produto sob orientação médica.


Imprimir Enviar a um amigo