Notícia

PROTESTE lança cartilha para reverter desleixo com a saúde bucal

27 julho 2015

27 julho 2015

Segundo IBGE, 11% dos brasileiros não têm nenhum dente. Faltam cuidados básicos com a saúde bucal e descuido pode provocar diversos problemas e doenças.

A saúde bucal é uma questão crucial num País como o Brasil em que 11% dos brasileiros não têm nenhum dente, conforme dado da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) de 2013, divulgada pelo IBGE. Preocupada com esta questão a PROTESTE está lançando a Cartilha da Saúde Bucal, que pode ser baixada aqui. Além disso, também avaliamos os serviços dos planos odontológicos disponíveis no mercado para te ajudar a escolher a melhor opção.



Além dos problemas diretamente provocados pelo descuido com os dentes, nos últimos anos passamos a saber que uma série de doenças pode começar na gengiva, língua, palato e dentes, inclusive, enfermidades pulmonares e cardíacas. 


Tratar muito bem dos dentes, portanto, traz inúmeros benefícios à saúde, inclusive aqueles que desconhecemos. E é esse o foco da nossa cartilha.

Vários fatores concorrem para a realidade de desleixo com a saúde bucal, como o desconhecimento do direito ao tratamento público, falta de noções básicas de higiene, consumo exagerado de doces e de refrigerantes, medo de ir ao dentista e baixa renda, explica Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da PROTESTE.


Importante ter atenção ao contratar um plano odontológico


Atualmente há no país 21,4 milhões de pessoas com planos exclusivamente odontológicos. Ou seja, mais de 10% da população brasileira. Desses, 17,5 milhões são coletivos (82% do total). A cartilha orienta sobre a importância de ler atentamente o contrato antes de aderir a esses planos.

É fundamental se informar sobre as carências, exclusões, cobertura, reembolso, taxas de coparticipação. Deve-se comparar preços, porque há grande variação dentre eles.


Nenhum plano analisado oferece reembolso 
 
A PROTESTE pesquisou 13 planos odontológicos do mercado e constatou que nenhum oferecia cobertura para aparelhos ortodônticos, implantes dentários e procedimentos estéticos. Todos foram mal avaliados quanto a reembolso, por não oferecer esta opção. A cobertura dos planos analisados oferece, em geral, consultas, cirurgias orais, obturações, tratamento de canal, prevenção, radiologias e odontopediatria. 


Em âmbito territorial, as operadoras com cobertura nacional (Uniodonto Campinas, Inpao Dental e Uniodonto São José dos Campos) foram as mais bem avaliadas. Já no que se refere à carência, ficaram mais bem avaliados os planos que não a cobram ou que exigem o menor período. O Dental Uni, Uniodonto Campinas e Uniodonto Goiânia não pedem carência para consultas e, por isso, se destacaram na avaliação.




Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo