Mais Barato PROTESTE: Utilize nosso plugin e garanta os menores preços, nas melhores lojas!

Quer economizar com remédios?
PROTESTE dá cinco dicas para você driblar os altos preços dos medicamentos.
13 julho 2017 |
frascos e comprimidos caídos

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Febrafar de Pesquisa e Educação Continuada (IFEPEC), a grande maioria dos consumidores (97%) prioriza o preço na hora da compra de medicamentos. E não é para menos. Este ano, os remédios ficaram 4,7% mais caros, em média. Mas há como driblar os preços altos sem precisar abandonar o uso de sua medicação (de uso contínuo ou eventual) – até porque, com saúde não se brinca. Por isso, a PROTESTE – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor reuniu cinco dicas simples para você economizar, sem comprometer seu organismo nem seu bolso.  

1. PESQUISE PREÇOS. Procure em diferentes redes de farmácias e drogarias, que podem acabar cobrindo os preços da concorrência. Depois de escolher um estabelecimento da sua preferência, faça o cadastro de fidelidade, pois costumam oferecer descontos. Outra opção é usar comparadores on-line de preços de remédios. 
2. DÊ PREFERÊNCIA AOS GENÉRICOS. Peça para seu médico fazer a prescrição pelo nome do princípio ativo, e não pelo nome comercial, para que você opte pelo genérico, sempre mais barato. Vale a pena ainda comparar os valores do mesmo genérico de diferentes laboratórios.

Compra na farmácia

3. CADASTRE-SE NO PROGRAMA FARMÁCIA POPULAR. Se você tem hipertensão, diabetes ou asma, pode adquirir medicamentos gratuitos pela Farmácia Popular, acessível a todos os brasileiros. O programa ainda oferece outros remédios com preços até 90% mais baixos. Basta ir a uma farmácia credenciada, apresentar a identidade e a receita, que não necessita ser de um médico do Sistema Único de Saúde (SUS).
4. UTILIZE PROGRAMAS DE FIDELIDADE. Cadastre-se nos programas dos laboratórios aceitos em muitas farmácias, os descontos podem chegar a 70%. Se você é vinculado a um sindicato ou associação de classe profissional, veja se há parceria com alguma rede, o que também pode reduzir os preços dos medicamentos. Muitos estabelecimentos ainda dão descontos a usuários de alguns planos de saúde. 
5. RETIRE REMÉDIOS GRATUITOS PELO SUS. O Ministério da Saúde disponibiliza medicamentos gratuitos para diversas doenças nas unidades básicas de saúde. Só é preciso levar a receita, que não precisa ser de um médico do SUS, e a identidade para retirá-los. E, caso necessite de fármacos específicos para doenças crônicas e raras, é possível se cadastrar no Programa de Medicamentos Excepcionais e obtê-los gratuitamente. 
 

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2204 (de telefone fixo) ou (21) 3906-3900 (de celular).

Leia também

img-plano-saude1
alimentação
Bandeja de carne

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.