Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Uma arma contra o envelhecimento
Segundo a nutróloga Jane Corona, a medicina ortomolecular pode auxiliar no emagrecimento e também no rejuvenescimento do organismo.
27 setembro 2010 |

Jane Corona (CRM 52 19572-0) é médica especialista em Nutrologia, professora do curso de pós-graduação em medicina ortomolecular da UVA, membro da comissão de fitoterapia do CREMERJ e autora dos livros Menopausa Natural, Fadiga Crônica e Saboreando Mudanças.

1. Qual a principal diferença entre fazer um tratamento ortomolecular e se tratar com um nutricionista ou endocrinologista?
O nutricionista adequa uma dieta para uma determinada doença, e o endocrinologista procura equilibrar os hormônios para que o organismo trabalhe melhor. Já o médico com formação em terapia ortomolecular aborda o paciente como um todo para buscar um equilíbrio celular. Ele procura tratar não somente os sintomas e a doença em si, e sim o que o que levou aquela pessoa a ter a doença.

2. Como você define os radicais livres, que é uma das bases da terapia ortomolecular?
O radical livre é um elétron instável, pronto para se combinar com qualquer substância que possa lhe doar outro elétron e que faça ele se estabilizar novamente. Ele oxida moléculas e elas perdem a sua função.

3. Quais os fatores de risco para a formação dos radicais livres?
Estados inflamatórios, câncer, diabetes, doenças articulares e cardiovasculares, alergias, inflamações intestinais, estresse crônico, álcool, fumo e exposição a substâncias químicas em geral.

4. E como o organismo se defende dos radicais livres?
O nosso organismo conta com a ajuda de enzimas antioxidantes (superóxido dismutase, catalase e glutation peroxidase) que neutralizam os radicais livres. Por isso é importante uma dieta rica em antioxidantes, como a vitamina C, a Vitamina E, a vitamina A, os carotenóides e compostos fenólicos, que evitam a oxidação celular, ao mesmo tempo em que doam o elétron que o radical livre precisa para se estabilizar.

5. Quais os alimentos mais indicados?
Chá verde, cacau, alho, cebola, frutas oleaginosas, frutas cítricas e  vermelhas, carotenóides, vegetais verdes em geral,  hortaliças como brócolis, couve flor e repolho, os compostos do azeite de oliva e dos cereais integrais.


Leia também

file-peixe-qualita
remédios
economia-eletrodomesticos-1
minimo-cartao

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.