Notícia

Vacina da dengue chega às clínicas com polêmica no preço cobrado

08 agosto 2016

08 agosto 2016
Apesar de ser fornecida por R$138, algumas clínicas estão cobrando bem mais pela aplicação da vacina. Veja qual é o nível de cobrança permitido e saiba como denunciar casos de cobrança abusiva.

Vacina da dengue chega às clínicas com polêmica no preço cobrado

Está chegando neste mês às clínicas particulares de vacinação a primeira vacina contra a dengue. A Dengvaxia® é uma vacina tetravalente (protege contra os 4 sorotipos que causam a doença) que deve ser aplicada em pessoas de 9 a 45 anos em esquema de 3 doses, com intervalo de 6 meses entre elas. 

Vacina-Dengue
A eficácia geral da vacina é de 65.6% e pode variar de acordo com o sorotipo do vírus (é maior para os tipos 3 e 4, podendo chegar a 76,9%), idade do paciente e exposição prévia à doença. Segundo o laboratório Sanofi, os estudos indicaram que a vacina tem a capacidade de proteger contra os casos mais graves de dengue.

Vacina pode custar no máximo R$200

É válido lembrar que a Dengvaxia® não protege contra Zika e Chikungunya e ainda não está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS). Na rede particular, a vacina é fornecida às clínicas com o preço máximo de R$138,53, mas como esses estabelecimentos ainda incluem no preço da vacina os custos de armazenamento e de aplicação, o preço mínimo deve ficar em torno de R$200,00

Porém, é preciso ficar atento a preços abusivos e pesquisar em diferentes clínicas antes de tomar a vacina, pois os preços podem variar bastante. Pode-se ainda solicitar a nota fiscal com a discriminação dos preços. O valor cobrado pela dose (o que não leva em conta os outros serviços fornecidos pela clínica, como o armazenamento e a aplicação) não deve passar de R$138,53

Denuncie cobranças abusivas 

Como a vacina Dengvaxia® ainda não está disponível no SUS, caso você encontre na rede particular algum local que esteja praticando cobrança abusiva do serviço de aplicação da vacina, procure órgãos de defesa do consumidor, como a PROTESTE, e Reclame com a nossa ajuda. Associados ainda podem entrar em contato pelo 0800 2013900 e obter suporte do nosso Serviço de Defesa do Consumidor

Se o preço cobrado pela dose for maior que o teto máximo fixado, também pode ser feita denúncia pelo e-mail cmed@anvisa.gov.br. A Clínica estará sujeita a sanções, como multa, que pode variar entre R$ 590 e R$ 8,9 milhões. 

Tabela-cobrança


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo