Notícia

Plano de saúde ainda é luxo

13 junho 2012

13 junho 2012

Depois de analisar 95 desses serviços, concluímos que, para não ficar à mercê da saúde pública, você ainda precisa pagar altas mensalidades.

Se você tem mais de 65 anos e deseja contratar um plano de saúde com abrangência nacional, hospedagem em quarto individual e ampla rede de atendimento vai precisar desembolsar por mês nada menos do que R$ 752.
Já uma família composta por pai (55 anos), mãe (46 anos) e filho (19 anos) pagará mensalmente pouco mais de R$ 890. Uma prova de como o Brasil trata seus idosos: de um lado a saúde pública é precária, do outro, a iniciativa privada cobra preços exorbitantes, restringindo o acesso às pessoas com alto poder aquisitivo.
Para nossa análise, consideramos sete importantes itens: cobertura e exclusões de procedimentos, abrangência geográfica, período de carência, franquia, taxa de reembolso, tipo de hospedagem e exigências de autorização para realização de procedimentos. 
Preste atenção antes de contratar
Para ajudá-lo a escolher e contratar um plano de saúde, reunimos alguns pontos que você deve considerar:
  • Se você viaja muito, um plano de abrangência nacional pode ser a melhor opção.
  • Mas se você não costuma sair de sua cidade, um plano municipal costuma ser mais barato.
  • As operadoras não podem exigir exame médico para adesão antes da contratação.
  • Confira com atenção os procedimentos aos quais têm direito. A partir de 1º de janeiro de 2012 novos tratamentos foram incluídos no rol de procedimentos obrigatórios da ANS. 
  • Se você tem mais de 60 anos e ao tentar contratar um plano de saúde foi rejeito pela operadora, denuncie na ANS pelo telefone 0800-7019656. A prática de não pagar comissão aos corretores que fecharem contrato com idosos têm sido frequente e é inadmissível.

Imprimir Enviar a um amigo