Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Hyundai HB20 e Ford Ka produzidos no Brasil ficam sem estrelas no teste de segurança da Latin NCAP
Ford formou um compromisso de melhorar o modelo
08 dezembro 2020 |

A segunda rodada de resultados do ano 2020 do Programa de Avaliação de Veículos Novos para a América Latina e o Caribe, a Latin NCAP, foi apresentada hoje com duas decepcionantes zero estrelas para o novo Hyundai HB20 e o Ford Ka. A Ford formou um compromisso esperançoso de melhorar o modelo. 

O Hyundai HB20, produzido no Brasil com dois airbags de série, alcançou zero estrela no novo protocolo do Latin NCAP. O popular hatchback e sedan pontuaram 19% para ocupante adulto, 10% para ocupante infantil, 43% para proteção de pedestres e 14% para assistência à segurança. Com uma proteção de impacto frontal média, o impacto lateral apresentou proteção ruim para o tórax, levando o modelo a zero ponto para este teste. O teste de chicote cervical ( whiplash) também mostrou desempenho ruim, e a ausência de Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) como equipamento padrão explica o resultado do modelo. 

O Ford KA, produzido no Brasil, com dois airbags de série, também alcançou zero estrela no novo protocolo do Latin NCAP. O popular hatchback e sedan, segundo modelo mais vendido no Brasil, obteve 34% para ocupante adulto, 9% para ocupante infantil, 50% para proteção de pedestres e 7% para assistência à segurança. Com uma proteção de impacto frontal média, o impacto lateral apresentou proteção torácica fraca, levando o modelo a zero ponto para este teste. O teste de chicote cervical (whiplash) também mostrou desempenho ruim e adicionado à ausência de ESC, como equipamento padrão, explica o resultado do modelo. Ambos os modelos foram avaliados quanto ao impacto frontal e lateral, chicote cervical e proteção de pedestres.

O impacto de poste lateral não foi executado em nenhum dos modelos, pois eles não oferecem proteção lateral para a cabeça como padrão. O Ka e o HB20 não estão em conformidade com os regulamentos das Nações Unidas sobre proteção de pedestres, e o Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) não é oferecido como padrão. Além disso, ambos os modelos não possuem folha de resgate disponível de acordo com os requisitos do Latin NCAP. Como consequência deste teste e da evolução dos requisitos dos consumidores, a Ford está trabalhando para fazer melhorias em seus produtos. A Ford está apresentando atualizações para o equipamento de segurança do Ka de série, oferecendo ESC e airbags laterais de série em todas as versões.

O Latin NCAP avaliou uma versão mais bem equipada do Ka e os resultados confirmam a melhoria na proteção. A classificação por estrelas será atualizada assim que a Ford incorporar esses recursos de segurança essenciais como padrão para toda a região da América Latina e do Caribe. O Latin NCAP não recomenda a compra de veículos sem ESC, proteção para pedestres, airbags laterais de corpo e de cabeça nem carros zero e uma estrela. 

"Os consumidores deveríamos rejeitar veículos de montadoras que oferecem segurança padrão de classe mundial em alguns mercados, enquanto na América Latina proporcionam níveis de proteção tão baixos quanto o padrão. Modelos populares como HB20 e Ford Ka são vendidos com zero estrela, enquanto seu concorrente direto, o Novo Onix, oferece seis airbags, ESC, proteção para pedestres e SBR nos bancos dianteiros e traseiros de série e cinco estrelas de segurança para ocupantes adultos e crianças. O Latin NCAP incentiva a Ford e a Hyundai a melhorar substancialmente a segurança padrão do Ka e do HB20 para o mesmo nível do Novo Onix o mais rápido possível", declarou Alejandro Furas, Secretário Geral do Latin NCAP.

"Esses resultados do Latin NCAP mostram mais uma vez como os fabricantes globais continuam a oferecer na América Latina e no Caribe baixos níveis de segurança padrão, enquanto o mesmo modelo ou similar oferece segurança padrão muito mais alta em mercados de economias maduras. Os consumidores devem colocar mais pressão sobre os governos para eles serem obrigados a mostrar os níveis de segurança dos carros depois de avaliados pelo Latin NCAP e pressionar os fabricantes a eliminarem do mercado veículos zero e uma estrela. Alguns fabricantes, como a Ford, reagem positivamente aos resultados do Latin NCAP. Esperamos que essas promessas se reflitam em veículos mais seguros para os consumidores e incentivamos todos os outros fabricantes a seguir esse caminho", afirmou Stephan Brodziak, Presidente do Conselho de Administração do Latin NCAP.

Sobre a Latin NCAP

O Programa de Avaliação de Carros Novos para a América Latina e o Caribe (Latin NCAP) foi lançado em 2010 para desenvolver um sistema regional independente de testes de colisão de veículos e de qualificação de segurança na região. O Latin NCAP replica programas de testes de consumidores similares desenvolvidos nos últimos trinta anos na América do Norte, na Europa, na Ásia e na Austrália, que demonstraram ser muito eficazes na melhora da segurança dos veículos. Desde 2010, o Latin NCAP publica os resultados de mais de 130 veículos.

O Latin NCAP agradece o apoio recebido pelo Global New Car Assessment Programme (Global NCAP), pelo International Consumers Research and Testing (ICRT), pela FIA Foundation, pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e pela Bloomberg Philanthropies Global Road Safety Initiative. O Latin NCAP é membro associado do Global NCAP e apoia o Decênio de Ação das Nações Unidas para a Segurança Viária 2011-2020, especialmente o pilar referido ao veículo do Plano Mundial e à iniciativa Stop the Crash. 

Leia também

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.