Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Kia Picanto ganha zero estrela em teste de segurança
Carro foi testado sob novo protocolo de avaliação da Latin NCap e airbags mostram resultado que não garantem segurança de passageiros
29 outubro 2020 |

O Kia Picanto, produzido na Coreia do Sul, com airbag apenas para o motorista como equipamento padrão, não ganhou nenhuma estrela no primeiro resultado de 2020 do Programa de Avaliação de Veículos Novos para a América Latina e o Caribe, o Latin NCAP, foi divulgado hoje, sob um novo protocolo de avaliação.

De acordo com a Latin NCAP o veículo recebeu os seguintes resultados de segurança: 0% para Ocupante Adulto, 29% para Ocupante Infantil, 51% para proteção de pedestres e 7% em Assistência à Segurança. Nem o Sistema Antibloqueio de Freios (ABS) nem o Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) são padrão. Os airbags laterais para a cabeça não estão disponíveis nem como equipamento opcional. O possível equipamento de airbag frontal duplo não melhoraria a classificação do modelo, já que a proteção do ocupante adulto continuará a pontuar abaixo da porcentagem mínima para atingir até mesmo uma estrela.

O modelo foi avaliado quanto ao impacto frontal, impacto lateral, chicote cervical (whiplash) e proteção para pedestres. No impacto frontal, o tórax do motorista e do passageiro obteve um resultado de proteção ruim (cor vermelha), devido às cargas elevadas e instabilidade estrutural. No impacto lateral, o tórax apresentou proteção insuficiente, o que levou a que a pontuação desse teste fosse zero. O teste de chicote cervical (whiplash) também mostrou proteção cervical deficiente. O impacto lateral de poste não foi executado porque o veículo não tem proteção lateral padrão para a cabeça.

O Picanto não está em conformidade com os Regulamentos da ONU (Organização das Nações Unidas) sobre proteção de pedestres.  O Latin NCAP não recomenda a compra de veículos sem ESC, proteção de pedestres, airbags laterais de corpo e cabeça e carros zero e uma estrela. 

O secretário-geral do Latin NCAP, Alejandro Furas, falou sobre o resultado dos testes. "É decepcionante que um fabricante global de veículos como a Kia ofereça o Picanto com seis airbags, proteção para pedestres e ESC padrão por 8.700 euros nos mercados europeus, sendo que na América Latina o veículo proporciona níveis tão baixos de segurança, e nem sequer a segurança do veículo comercializada na Europa é oferecida como opcional. O Latin NCAP solicita e incentiva a Kia a agir e fazer melhorias substanciais no Picanto, bem como em toda a sua frota na região da América Latina e do Caribe. As informações sobre os níveis de segurança oferecidos pelos modelos devem ser obrigatórias em todos os mercados para que os consumidores da América Latina e do Caribe saibam que alguns modelos, que se assemelham ao mesmo modelo em outros mercados, proporcionam níveis de segurança muito mais baixos".     

Para o presidente do conselho de administração do Latin NCAP, Ricardo Morales, é preciso atenção aos problemas. "Este primeiro resultado do ano mostra, mais uma vez, as más práticas que alguns fabricantes estão realizando, oferecendo veículos com menores níveis de segurança e equipamentos na América Latina e no Caribe em comparação com outras regiões do mundo. É inaceitável que o mesmo fabricante tenha esse padrão duplo. Para que isso deixe de acontecer, é necessário que os governos promovam as informações independentes e transparentes do Latin NCAP ao consumidor e, assim, melhorem os níveis de segurança dos veículos da região".

Leia também

bag-mortal-takata

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.