Notícia

Avaliamos 320 apólices para cinco perfis

19 abril 2013

19 abril 2013

Nosso mais recente teste abrangeu as doze maiores seguradoras do país. E definimos seis perfis de motoristas entre homens e mulheres.

Realizamos anualmente, desde 2003, estudo comparativo de seguro de automóvel. E em nossa última pesquisa realizada entre setembro e outubro de 2012 avaliamos 320 apólices das 12 maiores seguradoras do país em cinco capitais. Para facilitar a escolha pela melhor opção, definimos seis perfis de motoristas, variando entre homens e mulheres com pouca ou mais idade.

Em nosso teste, verificamos que todas as operadoras cobram franquia nos prejuízos causados por choque, colisão e capotamento, fenômeno da natureza e furto parcial. Vale lembrar que franquia é a quantia que você terá que desembolsar, caso seu carro sofra algum sinistro. Essa cobrança não existe em casos de perda total.

Também é comum a todas as companhias analisadas a faculdade de você escolher a oficina onde quer consertar seu veículo. Por conta disso, todas foram bem avaliadas, afinal, você pode optar por uma de sua confiança.

Fique de olho nas exclusões

Ao receber uma cotação de seguro, você deve verificar o item exclusões gerais, que são os prejuízos não pagos pela seguradora. Observamos que riscos como manifestações, atos terroristas, tumultos e até poluição não são cobertos pelas companhias.

Fique atento também ao prazo fixado pela legislação para pagamento da indenização integral (quando há perda total), que é de 30 dias. A contagem começa não no dia do acidente, mas sim a partir da entrega de todos os documentos relacionados ao sinistro. E caso o pagamento não seja feito no prazo, devem incidir juros ao mês e correção monetária.

Acesse aqui nossa ferramenta para escolher o seguro que melhor se encaixa no seu estilo e bolso.



Imprimir Enviar a um amigo