Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Como reconhecer um falso seguro?
Ao contratar a proteção veicular em vez de um seguro auto legítimo, você corre o sério risco de ter seus direitos violados e ficar no prejuízo.
06 novembro 2018 |
Falsos seguros 02

Aquela proposta de “seguro”, com preço muito acessível, milhões de promessas e falas convincentes, pode, na verdade, esconder uma grande armadilha para o consumidor.

As proteções veiculares, como são chamados esses falsos seguros oferecidos por associações e cooperativas, não dão qualquer garantia ao cliente justamente quando ele mais precisa. 

Tudo sobre seguros em nosso site 

Esses serviços, além de proibidos, podem provocar imensos prejuízos aos consumidores em caso de sinistro. Por isso, é preciso ficar atento para não cair em uma furada.

Assistência 24 horas: o que saber antes de contratar 

Os falsos seguros não são oferecidos por seguradoras registradas na Superintendência de Seguros Privados (Susep), como determina a lei

falsos-seguros

Sete dicas para calibrar o pneu do seu carro 

Para descobrir se um seguro é ou não legalizado, verifique se a empresa que o oferece possui registro de seguradora na Susep. Porém, não basta estar cadastrada. Você ainda deve conferir se a situação dessa empresa é regular.

Para fazer essa consulta, acesse: susep.gov.br > Informações ao Público > Mercado Supervisionado > Entidades Supervisionadas.

A hora certa de trocar o seu carro 

Pesquise as condições gerais do seguro

Outra dica importante é buscar no site da empresa as condições gerais do seguro automóvel ofertado. Nesse documento, constam todas as regras do contrato: tempo para indenizar (que, geralmente, não é informado pelas cooperativas), riscos excluídos, coberturas ao veículo segurado, etc. 

Além disso, as condições gerais possuem o número do processo Susep, que também pode ser consultado no site do órgão. Acesse “consulta de produtos” em “planos e produtos”, para verificar se está ativo

shutterstock46090879

Se, durante a propaganda do seguro, houver menção às palavras cota e rateio, fique atento, pois nenhum seguro registrado na Susep utiliza essas expressões. 

O rateio nas cooperativas é um valor variável que serve para a associação arcar com os prejuízos dos carros que pertencem ao grupo solidário, ou seja, ao grupo de pessoas que faz parte da associação. E o montante gasto durante o período é somado e dividido entre os associados através de suas cotas, divididas de acordo com o valor do veículo.

A última dica é que o consumidor é livre para contratar e desistir de um seguro a hora que bem entender. Em contrapartida, em um falso seguro, as associações costumam exigir tempo mínimo de permanência de, no mínimo, seis meses. Esse prazo tende a aumentar, caso o associado usufrua de algum benefício (indenização).

Então, fica a dica!

  • Verifique se a empresa possui registro na Susep e se a situação dela é regular;

  • Pesquise as condições gerais e consulte a situação do processo no site da Susep;

  • Fuja de propagandas de serviços chamados proteção veicular;

  • Pesquise experiências de consumidores com a empresa que você está pesquisando em sites de reclamações e redes sociais; 

  • Fique atento à menção das palavras cota e rateio, expressões mais utilizadas em associações e cooperativas que comercializam falsos seguros;

  • Veja se a oferta estabelece tempo de permanência mínima no contrato. Isso é mais um indício de que se trata de um falso seguro, já que essa regra não pode existir em um seguro tradicional. 

 Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 4003-3907.

Leia também

seguro-carro-negado
broken-car
teste-carros-um
cobertura-seguro-residencial

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.