Notícia

Seguro de vida tranquiliza quem fica

02 abril 2013

02 abril 2013

Evite contratempos planejando seu futuro. Avalie as opções disponíveis no mercado e escolha a sua apólice.

O seguro de vida é dividido em duas modalidades. A individual cobre o risco de apenas um consumidor (pessoa física). A escolha das coberturas e dos respectivos capitais segurados fica a cargo do consumidor, que arca integralmente com o valor do seguro, calculado com base em suas características pessoais. E questões como vigência, formas de pagamento e beneficiários são decididas entre o consumidor e a seguradora.

Já a modalidade coletiva é contratada através de uma pessoa jurídica, que será responsável pela apólice e irá representar os consumidores perante a seguradora. Todos os detalhes do seguro são definidos por essa pessoa jurídica e não pelo consumidor individual. E o custo totalmente ou em parte pelo consumidor.

Idade avançada influencia no preço

Existem limites para a contratação, que costumam ficar em torno de 18 a 65 anos. Para menores de 14 anos, somente é possível contratar coberturas de sobrevivência, de riscos ou de reembolso de gastos com funeral ou de despesas médicas, hospitalares e odontológicas decorrentes de acidente pessoal.

A cobertura básica e de contratação obrigatória é a cobertura de morte, válida em caso de morte natural ou acidental do titular (não confunda com o seguro de acidentes pessoais, que só indeniza em caso de morte acidental e, por isso, apresenta preços mais em conta). Consideramos importantes a cobertura de morte (natural e acidental) e a cobertura de invalidez por acidente.

Entre as coberturas complementares, aconselhamos as de invalidez por doença funcional e/ou a de doenças graves (especificadas e caracterizadas no seguro). Há também outras interessantes, como por exemplo,  morte do cônjuge e a dos filhos, as de diagnóstico de câncer e auxílio funeral.

Fique atento: algumas situações não estão cobertas, como morte ou invalidez decorrente de atos de operação ou de guerra, doenças preexistentes não declaradas na proposta de seguro, fenômenos da natureza e suicídio e suas tentativas nos dois primeiros anos de vigência do contrato.

Veja as nossas escolhas certas para a contração de um seguro de vida, com base na simulação feita de acordo com três perfis.

Imprimir Enviar a um amigo