Mais Barato PROTESTE: Utilize nosso plugin e garanta os menores preços, nas melhores lojas!

Serviços de reparos residenciais são melhores na teoria do que na prática
Confira o teste realizado com empresas de consertos e instalações para casa e descubra por que elas são melhores na teoria do que na prática.
03 agosto 2017 |
reparos-residenciais

A PROTESTE  avaliou cinco empresas de reparos residenciais no Rio de Janeiro e constatou que a maioria ainda fica devendo em segurança, qualidade e respeito ao consumidor. Foi ignorado por todas o procedimento básico de segurança, de desligar a chave elétrica antes de iniciar a troca de um interruptor.

Também conhecidas como "marido de aluguel", essas empresas prometem resolver consertos diversos e instalações, mas a constatação é que funcionam melhor no papel do que na prática. Nenhum agenda o serviço fora do horário comercial.

A garantia legal, estabelecida pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC), só foi cumprida à risca pela empresa Praquemarido, que emitiu um comprovante oficializando o prazo, por lei, de 90 dias.

A Mecatec ofereceu verbalmente garantia de apenas 30 dias. As outras (Doutor resolve e Marido de aluguel) informaram verbalmente e prometeram que a mandariam por e-mail, o que não aconteceu.

A Praquemarido foi a única a emitir um recibo de ordem de serviço com todas as informações, além de enviar a nota fiscal por e-mail. 

A Doutor Resolve informou que quem emitiria a nota seria o técnico – e ele, ao ser indagado, mostrou não saber disso. E só depois de insistência foi recebido o documento por e-mail. Marido de Aluguel e Mecatec disseram que mandariam a nota por e-mail, o que não ocorreu.

O Rei dos Reparos, primeiro agendou o serviço, e depois o técnico faltou, com a alegação de que não atendia naquele bairro. 

Mecatec e Doutor Resolve erram na própria execução do serviço. Esta última, por sua vez, cometeu prática abusiva ao forçar, com suas formas de pagamento, a quitação do serviço antes mesmo de ele ser prestado, violando um direito assegurado pelo CDC.

Empresas como Doutor Resolve e O Rei dos Reparos cobram por tipo de serviço, enquanto Mecatec, por hora. Praquemarido e Marido de Aluguel têm diferentes opções. Mesmo assim, o valor varia muito. No caso do nosso atendimento, saiu quase o dobro na O Rei dos Reparos do que na Marido de Aluguel.

Quanto a forma de pagamento todas as empresas informaram sobre as modalidades aceitas, permitindo ao cliente escolher a sua opção. 

Além do pagamento em dinheiro, oferecido por todas - exceto a Doutor Resolve -, Marido de Aluguel e Praquemarido ainda disponibilizam o pagamento por cheque, boleto ou transferência bancária, enquanto O Rei dos Reparos também aceita cheque.

A Doutor Resolve só recebe via boleto bancário ou cartão de crédito, obrigando o pagamento antes do serviço. Isso é uma prática abusiva, já que todo serviço só deve ser pago após ter sido prestado. Além disso, a empresa acaba incentivando o uso do crédito, devido à demora da compensação do boleto.

Para avaliar os serviços de reparo e de manutenção residencial prestados pelas cinco principais empresas desse ramo na cidade do Rio de Janeiro, em maio de 2015, colaboradores da PROTESTE seguiram, sempre em caráter anônimo, um roteiro estruturado e predefinido. Eles foram instruídos a solicitar a prestação de um mesmo tipo de serviço, a troca de um interruptor.

De acordo com as orientações da PROTESTE, os serviços deveriam ser realizados em um mesmo endereço residencial e seu agendamento deveria ser de acordo com o horário disponível pela empresa. Por fim, eles foram indicados a escolher, sempre que a prestadora oferecesse essa opção, pelo pagamento em dinheiro.

 

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e ganhe acesso ao conteúdo exclusivo que reservamos para você!

Leia também

apple
remédios
comida

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.