Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Como economizar em uma viagem internacional?
Saiba o que fazer para economizar nos itens mais básicos em uma viagem para o exterior, como: câmbio, passagem, hospedagem, alimentação, passeios e transporte. 
04 novembro 2016 |

Apesar da atual crise, muita gente ainda sonha em fazer uma viagem para o exterior. Pode parecer difícil, mas se você não tem dívidas, possui uma reserva de emergências e está empregado (ou recebe alguma fonte regular de renda), esse sonho pode estar mais próximo de se tornar realidade. Afinal, não deveríamos trabalhar apenas para pagar contas, mas também para fazer coisas que nos deixam felizes. E se ir para o exterior é um desejo, por que não realizá-lo?

O custo de uma viagem pode variar muito, mas o planejamento é essencial para baratear gastos que aparecem em toda viagem, como: passagem, hospedagem, alimentação, transporte, passeios, e até mesmo economizar na compra da moeda estrangeira do país de destino.

Para encontrar o câmbio com a cotação mais baixa é preciso pesquisar. A boa notícia é que se você quer poupar tempo, dinheiro e ainda fazer isso de forma mais prática, acesse gratuitamente nosso comparador descubra onde encontrar a melhor taxa de câmbio na sua cidade: 

COMPARAR COTAÇÕES

Confira as dicas que reunimos para você economizar nos itens mais triviais em uma viagem:

Passagens: persistência é a palavra. Faça buscas diárias em sites comparadores de preços de passagens para o destino que deseja e tenha já uma ideia da média de preço. Para destinos internacionais as cias aéreas costumam baixar os preços das passagens a partir de 3 meses antes da data da viagem, já para voos nacionais esse prazo é de dois meses. Fique de olho também nas promoções especiais das companhias aéreas para o destino que deseja viajar. 

passagem-aerea

Hospedagem: boa parte das cidades turísticas possuem albergues. Dividir o quarto ou o banheiro com outras pessoas pode significar uma economia considerável no final da sua viagem. Outra opção cada vez mais procurada pelos viajantes é alugar um espaço por temporada em sites especializados (casa, apartamento, loft, quarto, etc). Além disso, pesquise em sites com avaliação de hotéis. Alguns possuem preços ou formas de pagamento mais atrativas do que se contratar diretamente com o hotel.

Alimentação: se você está com a programação cheia e tem pouco tempo, comprar coisas no supermercado e fazer um lanche num parque ou praça, pode ser uma ótima opção, pois você economiza dinheiro e tempo. Claro que conhecer a gastronomia local faz parte da viagem, mas isso pode acontecer indo a feiras locais (que geralmente possuem o preço mais em conta) ou em restaurantes mais acessíveis.

Transporte: transporte público é sempre a opção mais em conta. Em algumas grandes cidades da Europa e Estados Unidos, o sistema de transporte público é tão eficiente que é a solução mais rápida também. Além disso, há cidades interessantes que possuem boa mobilidade para bicicletas, que além de barato, andar pelas cidades com ela já é um belo programa. Outra alternativa ao taxi que já funciona em muitas cidades no mundo é o Uber. 

Passeios: uma das melhores coisas de viajar para lugares diferentes é simplesmente andar na rua. Estude bem o que a cidade que quer conhecer tem a oferecer. Você provavelmente se surpreenderá com as poucas vezes que terá que pagar para entrar em algum lugar. Além disso, em algumas cidades por exemplo possuem dias de entrada gratuita em museus, e outros eventos culturais. Outra opção oferecida por algumas cidades são passes diários de atrações por um preço mais em conta do que se fossem adquiridas separadamente. Mais uma vez se informe antes de ir para não perder as boas oportunidades.

Compra de dinheiro: para fazer suas compras e suas operações no exterior as mais usais são: cartão de débito, cartão de crédito, e claro dinheiro vivo. Crédito é a opção menos aconselhável, já que há o risco da cotação aumentar até a data de vencimento da fatura, além do prever IOF de 6,38%. Sendo assim, a forma mais barata, porém menos segura, é levar dinheiro vivo cujo o IOF é de 1,1%.

cambio-exchange

Como há muitas corretoras autorizadas pelo Banco Central, os valores podem variar bastante e mais uma vez, a pesquisa é sua aliada na economia. 

Acesse gratuitamente nosso comparador para descobrir a melhor taxa de câmbio na sua cidade. Lá você poderá ver as cotações em diferentes casas de câmbio inserindo a moeda desejada e a cidade e ainda poderá oferecer ofertas de compra e venda do valor que deseja comprar para todas as casas de câmbio cadastradas.

 

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2205 (de telefone fixo) ou (21) 3906-3800 (de celular).

Leia também

apple
remédios
comida

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.