Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Black Friday Brasileira: PROTESTE lista cuidados com as promoções
Evento que vai até dia 13 de setembro oferece descontos em produtos e serviços em todo país
 
04 setembro 2020 |

A Semana Brasil, a Black Friday Brasileira, acontece até o próximo dia 13 e reúne lojistas de todo país, que oferecem descontos para atrair os consumidores. A ideia é aquecer o mercado neste momento de crise econômica, porém, a PROTESTE fez ima lista dos cuidados que se deve com essas promoções. 

"A campanha é essencial para movimentar a economia brasileira, auxiliando os consumidores e varejistas a economizarem e aumentarem suas vendas, respectivamente" diz Henrique Lian, diretor de relações institucionais e mídia da PROTESTE. "No entanto, é preciso ter cuidado para não cair em promoções falsas, tal como acontece na Black Friday", alerta Lian.

É a segunda edição da campanha. A primeira, ano passado, registrou um aumento de 41% nas vendas on-line se comparado com o ano de 2018, em que a Black Friday Brasileira não foi realizada.

Diferente do ano passado, o evento desse mês não conta com um site concentrando todas as promoções, o que obriga o consumidor que quer participar precise ter o dobro de cuidado para fazer suas compras.

Pensando na orientação ao consumidor, a PROTESTE listou alguns cuidados que se deve ter antes de optar por aquirir qualquer produto ou serviço em promoção durante a Semana Brasil. Confira:

- Verifique em sites de promoções se o desconto é verdadeiro: na internet existem sites que monitoram os preços de diversos produtos ao longo do ano, sendo assim, podem atestar se de fato um produto está em promoção;

- Fique atento ao “frete grátis”: muitas lojas oferecem o benefício de frete grátis, mas apenas se o consumidor gasta um valor mínimo, porém, muitas vezes, esse valor já está embutido no valor total da compra;

- Cuidado com as fraudes: procure saber se a loja tem CNPJ, está na lista negra do Procon ou se tem muitas reclamações no geral;

- Se possível, pague com o cartão de crédito: pensando na pandemia, o pagamento por meio do cartão de crédito acaba sendo o mais seguro, mas verifique se a loja é reconhecida e tem o HTTPS.

 

 
 

 

 

Leia também

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.