Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Como evitar problemas com as compras durante a Black Friday
Período que seria uma chance para comprar produtos com grandes descontos pode acabar sendo uma grande farsa em alguns casos. Confira nossas dicas e saiba como fugir das armadilhas para não ser enganado.
14 novembro 2017 |
blackfriday

Em vez de ser referência como oportunidade para comprar produtos mais baratos, a Black Friday brasileira - cuja próxima edição é no dia 24 de novembro - é também lembrada pelo grande número de fraudes por parte do comércio nas lojas físicas e virtuais, que se aproveitam do período para forjar descontos e enganar consumidores.

As promoções atraem, é verdade. Porém, se você não ficar atento, pode levar o produto pelo mesmo preço ou até mais caro em alguns casos.

Não se deixe enganar

É preciso ter cautela nas compras desta sexta-feira promocional. Tanto para lojas físicas quanto virtuais, você não deve efetuar a compra se perceber que os descontos são enganosos e tudo não passa de um artifício para vender mais. Vale pesquisar preços em outras lojas para conferir se o produto desejado não está mais barato fora da promoção. Aproveite e faça essa comparação nas lojas virtuais usando o plug-in Mais Barato PROTESTE.

 

Fique de olho nos preços

Mesmo que os preços sejam convidativos, é preciso se cercar de cuidados conferindo prazo de entrega, garantia de que há produto em estoque e verificar se a loja on-line não faz parte da lista do Procon de sites a serem evitados por terem lesado consumidores. Certifique-se de que a loja informa CNPJ, endereço e telefone, com canais de atendimento ao cliente. 

Atenção com estoque e entrega de produtos

Confira o prazo de entrega. Caso seja muito longo, pode ser um indicador de que a empresa não tem o produto em estoque e que provavelmente tentará obtê-lo junto a um fornecedor ou mesmo a um importador. E não deixe de salvar ou imprimir a página de oferta e a confirmação de compra para se documentar em caso de problemas futuros


Denuncie irregularidades

Ao identificar práticas inadequadas não perca tempo em reclamar e buscar seus direitos. Entre em contato com a PROTESTE para ter assistência e orientações sobre como proceder através dos telefones: 0800-282-2204 (para telefones fixos) ou (21) 3906-3900 (para celulares).

Os lojistas que enganarem os consumidores serão notificados pelo Procon e autuados, podendo pagar multa com base no Código de Defesa do Consumidor (CDC).

As lojas virtuais são obrigadas por lei a oferecer a opção de devolução ou troca de produtos em até sete dias após a compra, mas esse procedimento pode ser burocrático e demorado. Por isso, antes de comprar, pesquise sobre o produto desejado para saber se ele oferece tudo o que você espera dele.

Cuidados para compras virtuais 

A PROTESTE tem a Cartilha do Comércio Eletrônico, com uma série de informações: legislação, direitos e deveres do consumidor e do site, cuidados a serem observados e dicas úteis a respeito das várias modalidades de compra virtual existentes hoje no mercado.

BAIXAR CARTILHA

Na compra on-line, fornecemos dados pessoais e sigilosos - como número do cartão de crédito e endereço - para fechar o negócio. Por isso, é importante reforçar a segurança do computador para evitar que essas informações sejam capturadas indevidamente. Confira dicas importantes:

• Mantenha seu sistema operacional e programas atualizados. 
• Utilize um antivírus e não se esqueça de também mantê-lo atualizado. 
• Tenha cuidado com e-mails e sites falsos que direcionam para arquivos maliciosos.
• Evite fazer compras a partir de computadores públicos, por exemplo.


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2204 (de telefone fixo) ou (21) 3906-3900 (de celular).

 

Leia também

amazon-vende-brasil
cartão-santander
apple
minimo-cartao

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.