Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Estrangeiros enganados são ressarcidos
Eles vieram para o Brasil com a promessa de que ficariam hospedados em um camping com excelente infraestrutura. Porém, encontraram o local em situação precária. A Test-Achats, associação belga de consumidores parceira da PROTESTE, foi uma das responsáveis pela vitória. 
 
19 janeiro 2017 |
barracas

Em junho de 2014, durante a Copa do Mundo no Brasil, torcedores do Royal Belgian Football chegaram ao Rio de Janeiro com a expectativa de se hospedarem em um camping com ótima infraestrutura. No entanto, a situação encontrada foi bem diferente: o camping DeVillage, localizado na zona Oeste da capital fluminense, estava em situação deplorável. Dessa forma, o Tribunal Penal de Bruxelas condenou o Royal Belgian Football e a agência Sun Reizen, organizadores da viagem, acusando-os de terem enganado os belgas por meio de informações falsas sobre o local. 

Condições do camping eram precárias

O De Village ocupava parte da área do Camping Clube do Brasil e lá os hóspedes encontraram banheiros sujos e em pouca quantidade (havia um para cada 20 pessoas), ausência de Wi-Fi, tapumes cobrindo o solo enlameado, área de lavanderia desativada, postes quebrados e uma área de primeiros-socorros utilizada como varal, além do almoço que deixava a desejar. A situação era precária, apesar da promessa de que o camping possuía ótimas condições e do elevado custo do pacote – cada turista pagou cerca de R$ 13 mil incluindo passagens, ingressos e hospedagem. E o pior: o DeVillage nem sequer possuía alvará para funcionar. A Justiça belga condenou o Royal Belgian Football e a agência Sun Reizen a pagarem uma multa de € 3.000 cada e determinou que os torcedores prejudicados recebessem o dinheiro pago pela viagem, assim como danos morais. 

Antes do início do procedimento criminal, a Test-Achats lançou uma ação com o intuito de lutar pelos direitos dos torcedores prejudicados. Agora, o objetivo da associação é fazer com que eles sejam ressarcidos o mais rápido possível
Vale destacar que, à época, a PROTESTE, em parceria com a Test-Achats, solicitou ao Procon-RJ, ao Corpo de Bombeiros, à Vigilância Sanitária e à Prefeitura providências em relação às precárias condições do local. 


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!
 

Leia também

alimentos-funcionais
água de coco
azeite
IMG-queijominas

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.