Notícia

Grill Pizza Express traz risco de queimadura

29 outubro 2014
grill

29 outubro 2014

Apesar de assar prato típico da culinária italiana rapidamente, aparelho da Britânia tem falhas em seu design que comprometem a segurança do usuário.

O Grill Pizza Express, do fabricante Britânia, promete facilitar a vida daqueles sem tempo ou disposição para cozinhar. Levamos, então, esse produto, que alega cozinhar pizzas refrigeradas e congeladas, de 31 cm de diâmetro, em 5 e 7 minutos, respectivamente, para ver se cumpre o que promete.

Manual omite importantes informações de segurança

Constatamos que o manual de instrução é fraco, pois, além de não ter fotos detalhando o uso correto do aparelho, ignora importantes dicas de segurança, como:

  • Cuidado para não tocar nas superfícies quentes. Não é informado onde são estas partes.
  • Sempre segure o grill pelas alças, para abrir e movê-lo. Não existem alças no produto.
  • Retire o plugue da tomada antes de limpar e quando o aparelho não estiver em uso. Esta informação deveria estar destacada, pois é a única forma de desligar o aparelho.

Sem botão de acionamento, é preciso tirar da tomada

São pontos cruciais, já que o produto, que custa R$ 169,90, não tem botão de liga e desliga e, se o plugue não for desconectado após o uso, permanecerá aquecido, arriscando queimaduras para o usuário durante o manuseio

Resultado é rápido e satisfatório

Em termos de desempenho, o resultado foi bom, com as pizzas refrigeradas e congeladas devidamente assadas, o queijo, derretido, e a massa, ficando crocante e não borrachuda. O tempo de aquecimento das chapas antiaderentes levam em torno de 4 minutos, e a pizza fica pronta dentro do prazo estabelecido. Nada impede do usuário deixar um minutinho a mais para melhorar ainda mais o resultado.  

Risco de queimadura ao abrir o grill é grande

O problema detectado ocorre ao abrir o grill quente, pois a área do pegador que permanece fria é pequena dificultando a abertura sem tocar nas partes superiores que são quentes. Cabe ressaltar que os componentes de cerâmica, assim como a proteção plástica, que ficam expostas em toda lateral do produto, chegam a temperaturas de 167ºC e 105ºC, respectivamente, segundo nossas medições, o que no caso de um toque involuntário pode causar queimaduras.

pizza-grill-temperatura
A parte cerâmica chegou a medir 167ºC e a parte plástica chegou a 105,1ºC.

Para evitar perigo, use luva de proteção

Há o risco, também ao abrir o aparelho, de queimadura pela fumaça quente que sai e entra em contato com a parte exposta da mão. Por isso, use sempre luva de proteção. Ademais, o produto falha ao não ter, além do já citado botão de acionamento, timer ou aviso sonoro, fazendo que em todo o processo de preparação da pizza o usuário tem que estar perto do produto.

pizza-grill-britania-proteste
A parte cerâmica e parte plástica que ficam expostas em toda a circunferência externa do produto.

Proteste não recomenda grill; contataremos fabricante

Por essas razões de segurança, apesar de assar pizzas rapidamente, a PROTESTE não indica o Grill Pizza Express para compra. 

Ademais, contataremos o fabricante para propor mudanças em seu design, como melhor proteção lateral e da parte de cerâmica exposta, a fim de torná-lo mais seguro.

pizza-grill-proteste

Imprimir Enviar a um amigo