Notícia

Produto deu defeito: o que fazer?

13 março 2015
O que fazer se o produto der defeito

13 março 2015

Há um prazo mínimo em que você pode trocar produtos caso encontre problemas. Saiba como proceder nesses casos.

Nem sempre o consumidor fica satisfeito com o produto que adquiriu. Alguns não gostaram do modelo do produto; outros querem mudar a cor ou o tamanho. As lojas, porém, não são obrigadas a trocar, o que não impede você de negociar, no momento da compra, para que ela possa ser feita. Leve um cartão da loja com a garantia da troca.

Qualquer mercadoria conta com garantia legal. Para bens duráveis, como eletrônicos, esse prazo é de 90 dias; já para os não-duráveis, como alimentos e alguns tipos de medicamentos, são 30 dias.

A obrigação da troca ou devolução da quantia paga existe quando o produto tem defeito, e depois de tentar sem sucesso o reparo na assistência técnica, no prazo de 30 dias.


Garantia contratual é estipulada pelo fabricante
Você também pode tentar solucionar o defeito de seu produto se ele estiver na garantia contratual, que é estipulada pelo fabricante ou fornecedor do produto (loja). Mas fique atento: nem todos os itens da mercadoria são cobertos e o fabricante pode determinar condições para você acioná-la. Por isso, é fundamental ler o termo de garantia que deve, obrigatoriamente, acompanhar o produto.

A maioria dos fornecedores também oferece a garantia estendida, que você pode contratar no ato da compra, pelo tempo que quiser, pagando um valor adicional. Funciona como um seguro para o produto, que passa a valer quando a garantia contratual vence. Leia com atenção o contrato, antes de assiná-lo e preste atenção aos itens não-cobertos. E lembre-se: você não é obrigado a contratá-la.

Por isso, exija sempre a nota fiscal para comprovar a data da compra.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e ganhe acesso ao conteúdo exclusivo que reservamos para você!


Imprimir Enviar a um amigo