Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

PROTESTE faz parceria com Ipem-SP
Consumidor só terá a ganhar com cooperação entre as entidades para mostrar onde pode-se encontrar mais qualidade em produtos e serviços.
03 novembro 2009 |

A PROTESTE Associação de Consumidores terá, a partir do ano que vem, agenda de ações conjuntas com o Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP) em análises comparativas de qualidade feitas em produtos disponíveis no mercado. Por meio da assinatura de um termo de cooperação, que deverá ocorrer na Secretaria da Justiça da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, será firmada parceria entre as duas instituições. Isto possibilitará atuar em áreas em que existe uma interatividade, sem comprometer a independência de cada uma.

Segundo Fabiano Marques de Paula, superintendente do Ipem-SP, a parceria com uma organização da sociedade civil segue as diretrizes da Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania de reforçar a atuação do instituto paulista, que tem, entre outras atribuições, a fiscalização do atendimento às normas do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro).

Para Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da PROTESTE, essa cooperação vai ampliar o trabalho para mostrar ao consumidor onde pode encontrar qualidade nos produtos disponibilizados no mercado de consumo. O consumidor sairá ganhando em todos os aspectos pois a parceria possibilitará agir mais rapidamente para os encaminhamentos necessários para aprimoramentos, inclusive na legislação.

Em reunião marcada para o próximo dia 12 de novembro, será definido um plano de trabalho comum e quais produtos serão avaliados, dentro da área de atuação das duas entidades. A PROTESTE já faz parte do Conselho Consultivo do Ipem-SP, a quem cabe propor estudos e programação que melhor atendam aos interesses do consumidor e da sociedade, entre outras funções.

Nos testes comparativos que realiza, a PROTESTE faz o que o consumidor não pode fazer para assegurar seu direito quando compra um produto ou contrata um serviço: vai ao mercado, adquire o produto ou serviço de forma anônima, e o submete a rigorosos critérios de avaliação comparativa. É diferente das análises feitas pelos organismos oficiais que se baseiam nas normas brasileiras apenas. Os aspectos principais observados nos testes comparativos de produtos são a segurança, a defesa do consumidor, a saúde e o meio ambiente

A PROTESTE integra como associada a ICRT – International Consumers Research and Testing, organismo independente, criado há mais de 30 anos para articular os testes e pesquisas do movimento de defesa dos consumidores em todo o mundo, contando hoje com associações filiadas em dezenas de países.

Os objetivos dos testes são dar respostas objetivas ao consumidor, baseadas na informação clara, independente, precisa e idônea. E melhoria de mercado, contribuindo para o desenvolvimento tecnológico. As mudanças no mercado são propostas por meio de notificações dos resultados às autoridades e fornecedores.

Leia também

água de coco
lexotan
azeite

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.