Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

PROTESTE participa do mutirão da Caixa de renegociação de dívidas
Ação acontece no Largo da Carioca e oferece a renegociação de dívidas com descontos de até 90%. Saiba todos os detalhes e participe!
06 março 2018 |
renegociacao-divida

A PROTESTE - em conjunto com o Procon Carioca, a Caixa Econômica,  a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Defensoria Pública – participa de uma ação de renegociação de dívidas com o objetivo de celebrar a Semana do Consumidor. A ação acontece nos dias 8 e 9 de março, no Largo da Carioca, das 10h às 16h.

No caminhão da Caixa será oferecida a renegociação de dívidas com descontos de 60% a 90%. Além disso, no mutirão, o consumidor poderá tirar dúvidas sobre endividamento e obter materiais sobre educação financeira.

Utilize nossa calculadora para descobrir quanto é seu gasto mensal e qual despesa é possível reduzir 

Por que a renegociação é a melhor solução?
Quem tem dívidas em atraso pode ter o Cadastro de Pessoa Física (CPF) inserido no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), Cadastro de Inadimplência (Cadim) e Serasa. Quando isso acontece, a legislação prevê que o devedor deva receber uma notificação informando que seu nome será negativado.

Caso isso ocorra, grandes inconvenientes poderão ocorrer e, para solucionar esse problema, é possível renegociar o pagamento da dívida com o credor. 

Recebeu uma ligação de cobrança e não reconhece a dívida? Pode ser fraude. Clique aqui e entenda o que você pode fazer.

Para o diretor de relações institucionais e mídia da PROTESTE, Henrique Lian, a melhor solução é a renegociação. “É extremamente incômodo para o consumidor permanecer com uma dívida em seu nome. Afinal, ter o nome negativado traz inúmeros problemas, como não conseguir abrir uma conta no banco, não poder fazer compras a crédito e não ser admitido em oportunidades de trabalho. Por isso, recomendamos que o devedor, por meio de uma entidade de defesa do consumidor, tal como a PROTESTE, faça a renegociação de suas dívidas, tendo como suporte profissionais especializados que podem ajudá-lo a chegar a um valor que caiba no seu bolso” diz o diretor.

De acordo com dados do início de 2017, mais de 61 milhões de brasileiros ainda estavam inadimplentes, o que é pouco mais da metade da população economicamente ativa no país. A crise foi o principal fator dos altos índices de desemprego que, somada aos juros elevados das dívidas, contribuiu para a inadimplência.

Mesmo endividado você tem seus direitos assegurados. Clique aqui e saiba mais.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2204 (de telefone fixo) ou (21) 3906-3900 (de celular).

Leia também

antena-telefonia
Mais-barato-PROTESTE2
conta-corrente-como-abrir
guia-supermercados

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.