Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

PROTESTE se reúne com Facebook para pedir compensação aos consumidores
Diante do escândalo envolvendo a rede social de Mark Zuckerberg e a empresa britânica Cambridge Analytica, PROTESTE cobra medidas compensatórias para consumidores afetados
10 abril 2018 |
mark-zuckerberg-facebook-cambridge-analytica

Há alguns dias, uma notícia sobre a segurança de dados envolvendo o Facebook abalou o mundo: o vazamento de informações pessoais de quase 100 milhões de usuários no planeta, supostamente usados pela empresa de marketing Cambridge Analytica.

Com essas informações coletadas, a empresa de marketing é capaz de analisar dados de eleitores e consumidores para executar planos de “comunicação estratégica”, direcionando propagandas adequadas ao perfil de cada indivíduo.

De acordo com as informações, os dados coletados pela Cambridge Analytica foram utilizados durante a campanha eleitoral de Donald Trump em 2016. Posteriormente, estratégia semelhante foi usada na campanha vitoriosa para que o Reino Unido saísse da União Europeia – o Brexit

 facebook-donald-trump

Saiba como não deixar seus dados pessoais vazarem do Facebook

Imediatamente após esse escândalo vir à tona, nós, em conjunto com outras associações de defesa do consumidor ao redor do mundo, que compõem o Grupo Euroconsumers (Test –Achats, na Bélgica, OCU, na Espanha, Altroconsumo, na Itália e Deco PROTESTE, em Portugal) enviamos ao Facebook uma advertência formal.

No documento, questionamos o envolvimento de consumidores da Bélgica, Espanha, Itália, Portugal e Brasil e indagamos alguns pontos, dentre eles:

• Quais medidas a rede social adotará para reparar as consequências causadas? 

• O que será feito para impedir que os usuários corram esse risco novamente?

• O Facebook indenizará os usuários que tiveram seus dados explorados indevidamente?

facebook-vazamento-de-dados

Aprenda a proteger sua privacidade no Facebook

Esses serão os temas principais que discutiremos nesta quarta-feira, 11 de abril, com a direção do Facebook, em Bruxelas. 

Nosso posicionamento para o Facebook é claro: os dados que eles utilizam pertencem apenas aos usuários. Portanto, são estes que sempre devem ter o controle sobre suas informações pessoais.

Defendemos que as pessoas precisam saber exatamente para que finalidade são utilizados seus dados,  caso autorizem seu compartilhamento e, mais do que isso,  os consumidores devem obter uma parte justa do valor criado pelas empresas que os utilizam. 

Como Organizações de Consumidores representando um Movimento Consumerista já bastante maduro, estamos prontos para unir forças com agentes de mercado responsáveis para, juntos, promovermos as condições para um desenvolvimento econômico social estável, com base em uma nova cadeia de valor digital

Nós sempre defenderemos os interesses e direitos dos consumidores, em primeiro lugar.  Agora, caberá ao Facebook escolher o seu lado nessa discussão.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2204 (de telefone fixo) ou (21) 3906-3900 (de celular).

Leia também

moto-x4-aparelho
celular-perdido
gps-dois
plano-de-celular

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.