Notícia

Recall de berço da Burigotto após morte de bebê

11 junho 2015

11 junho 2015

PROTESTE orienta os pais que tiverem o berço da marca da Burigotto a suspender imediatamente o uso do produto para a segurança do bebê.

Foi determinado o recolhimento do berço dobrável modelo Nanna da marca Burigotto do mercado após a morte de uma criança que ficou sufocada entre o vão da lateral do berço e o colchão.

A decisão ocorreu por conta deste risco de asfixia da criança no espaçamento indevido entre as laterais e extremidades do berço e o colchão. Por isso, o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) suspendeu o registro do produto. 

A PROTESTE orienta os pais que tenham este berço a suspender imediatamente o uso e entrar em contato com a empresa pelos telefones (19) 3404-2000 ou 3701-7700 para evitar acidentes de consumo. Pode ser pedido o dinheiro de volta ou a troca por outro produto.

Houveram também outros registros de acidentes com o berço no Sistema Inmetro de Monitoramento de Acidentes de Consumo do Inmetro, o que levou a realização dos testes. Na avaliação foram considerados cenários de uso normal do produto e foram simuladas diversas posições e travamentos.

Os berços infantis são regulamentados pelo instituto e só podem ser vendidos após serem submetidos a um processo de certificação e autorização, no qual as fabricantes obtêm registro do produto, e passam a exibir o Selo de Identificação da Conformidade na embalagem do produto.

O acidente de consumo ocorre quando um produto (ou serviço) apresentar defeito, causar danos à saúde ou à segurança do consumidor, mesmo que utilizado corretamente. Os casos incluem:

  • Intoxicação ou contaminação causadas por alimento, remédios e produtos de higiene;
  • Choques com eletrodomésticos;
  • Acidentes com veículos defeituosos, móveis e carrinhos de bebê.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e ganhe acesso ao conteúdo exclusivo que reservamos para você!



Imprimir Enviar a um amigo