Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Rock in Rio: organização se esforça, mas público ainda aponta muitas falhas no evento
Associados relatam grandes filas para alimentação e banheiros, além da falta de água e problemas de transporte.
18 setembro 2017 |
rock-in-rio-o-que-aconteceu

O primeiro fim de semana do Rock in Rio dividiu opiniões entre o público que ocupou a Cidade do Rock. Se por um lado a plateia se empolgou com as atrações que animaram os palcos, por outro, reclamaram dos problemas estruturais de outras edições que ainda persistem: grandes filas para alimentação e banheiros, falta de água e aglomerações no transporte.

Associados da PROTESTE relataram que já na chegada à Cidade do Rock notaram falhas na organização: a partir das 17h a revista era seletiva – que resultou em muitas pessoas com mochilas que não passaram pelo crivo dos seguranças – e não havia fiscalização de comprovação para meia entrada. Outro ponto negativo foi a ausência de seguranças para a revista feminina.

Entre os shows, como era esperado, muitos usuários enfrentaram longas filas nos restaurantes e reclamaram da falta de oferta de água, refrigerante e cerveja gelados. Os mochileiros (vendedores ambulantes vendendo água, refrigerante e cerveja) que circularam entre o público encontraram dificuldades para oferecer troco e só aceitavam cartões com bandeira Visa e do Banco Itaú. 

pagamento-rock-in-rio

De acordo com a equipe jurídica da PROTESTE, a restrição de meios de pagamento só é permitida se a organização do evento disponibilizar essa informação com antecedência e ampla divulgação (incluindo informações no site) e nos pontos de venda. Caso contrário, é ilegal. A PROTESTE não encontrou essas informações no site do evento. 

Foi prejudicado por alguma empresa ou serviço? Clique aqui e PROTESTE!

Apesar de inúmeras reclamações, recebemos comentários positivos sobre a limpeza dos ambientes e do banheiro, que oferecia reposição de papel constante e, apesar de ser móvel, era organizado e muito limpo. Porém, algumas pessoas chegaram a passar mais de 30 minutos na fila. 

Na saída da Cidade do Rock, no acesso à plataforma do BRT, a organização fez um grande corredor com grades, sem saída lateral por uma extensão de quase um quilômetro. Associados relataram que houve um princípio de correria no espaço, mas sem grandes consequências e que uma pessoa chegou a passar mal, mas pelo difícil acesso, os bombeiros demoraram a entrar. A fila para sair do evento e chegar ao BRT ultrapassou uma hora. 

Seguimos acompanhando de perto todos os detalhes do evento e estamos sempre à sua disposição, consumidor. Caso se sinta prejudicado, reclame! A sua voz é ouvida na PROTESTE. 

 

Leia também

lady-Gaga-rockinrio
comida
minimo-cartao
apple

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.