Notícia

Saiba seus direitos na troca de produtos

22 maio 2013

22 maio 2013

Antes de comprar em determinada loja, verifique a política de troca do estabelecimento. Em caso de defeito, veja como reclamar.

Você já deve ter passado por uma situação como essa: adquiriu um produto pela Internet ou em loja física e quando ele foi entregue, percebeu um defeito. Ou presenteou um familiar, que não gostou da cor ou tamanho da mercadoria e decidiu trocá-la. Situações como essa, exigem atenção às políticas de troca dos estabelecimentos e às normas do Código de Defesa do Consumidor (CDC), para evitar frustrações e dores de cabeça.

Segundo o CDC, os estabelecimentos não são obrigados a trocar um produto pelo fato de você não ter gostado da cor, do tecido, do modelo, do tamanho ou simplesmente porque mudou de ideia. É claro que muitas lojas, como as de vestuário e calçados, oferecem essa opção para agradar ao cliente. Mas para não haver mal-entendido, antes de passar no caixa e efetuar o pagamento, verifique a política do local, como prazos e condições para a troca (se a etiqueta deve estar afixada à peça, por exemplo). Essas informações devem estar bem legíveis em um ponto bem visível da loja.

 

Não esqueça de pedir a nota fiscal


Agora, quando o produto apresentar defeito, os fabricantes, importadores ou lojas devem efetuar a troca. Isso vale tanto para vícios aparentes ou ocultos (aquele que você não percebe na hora da compra, somente quando vai usá-lo). Para reclamar de um defeito, apresente a nota fiscal para comprovar a origem do produto e a data de compra. Por isso, nunca esqueça de pedi-la. E se você comprá-lo fora de um estabelecimento comercial, por um programa de TV, Internet ou serviço de televendas, terá um prazo de sete dias – a contar da data do recebimento da mercadoria em sua casa – para desistir da compra, devolver o produto ou pedir o reembolso do valor pago por ele.


Imprimir Enviar a um amigo