Notícia

Titular da Secretaria Nacional do Consumidor visita a PROTESTE

30 agosto 2016

30 agosto 2016
Em entrevista, Armando Rovai, ressaltou a importância de entidades de Defesa do Consumidor para agilizar soluções de problemas de consumo dos cidadãos.

Titular da Secretaria Nacional do Consumidor visita a PROTESTE

Armando Rovai - titular da Secretaria Nacional do Consumidor

Armando Rovai, titular da Secretaria Nacional do Consumidor

O novo titular da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), Armando Rovai fez uma visita à PROTESTE na última segunda-feira (29). Na função há quase três meses e Especialista em Direito Comercial, ele considera o direito do consumidor “transformador” e destacou a importância de entidades de defesa do consumidor para a sociedade. Veja como foi o encontro e confira, na íntegra, a entrevista concedida:



Em um cenário de crise, quais são os principais desafios na defesa do consumidor?
É fundamental aprimorar os meios alternativos de solução de conflito para manter o zelo com o consumidor. Temos que investir em educação para o consumo.
 
Como empresas e consumidores podem ajudar a melhorar as relações de consumo?
Procurando solução alternativa de conflito. Não é preciso levar os problemas de consumo para a justiça. Ferramentas online de intermediação como o portal do governo federal Consumidor.gov são importantes para agilizar as soluções. A PROTESTE também tem uma plataforma que ajuda neste sentido.
 
Como você vê a atuação de organizações de defesa do consumidor, como a PROTESTE?
É importante aproximar o cidadão das entidades de defesa do consumidor, porque  abre espaço para desenvolvimento de uma sociedade mais justa, com mais equilíbrio nas relações de consumo.
 
O que podemos esperar de avanço nos direitos dos consumidores no Brasil, nos próximos anos?
Acredito que devemos atuar para a harmonização das relações de consumo e trabalharmos com conciliação extrajudicial ajuda. Queremos investir na produção de estatísticas que permitam identificar gargalos do mercado e a efetividade das ações de monitoramento e fiscalização . Temos um sistema nacional de defesa do consumidor basta aperfeiçoá-lo.


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo