Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Tudo o que você precisa saber sobre consórcio
Veja os cuidados que você deve ter antes de optar por essa modalidade.
16 maio 2018 |
shutterstock_705620560

Fazer ou não um consórcio? A resposta é sempre não. De acordo com nossos estudos anteriores, essa forma de adquirir um bem (móvel ou imóvel) não costuma ser a melhor escolha, afinal não há garantia de recebimento do produto antes do final do pagamento. 

Esse sistema nada mais é do que a reunião de pessoas (físicas ou jurídicas) com o objetivo de adquirir um bem ou serviço por meio do autofinanciamento.

A PROTESTE alerta você sobre as vantagens e desvantagens de alguns serviços. Associe-se!

Você pode aderir ao sistema de três maneiras. A primeira é procurar um grupo já formado e entrar em uma cota vaga (não preenchida no início de sua composição).

A segunda é pela cota de reposição, que surge quando há exclusão ou desistência. E a terceira, por via da cota de transferência, ou seja, entrando no lugar de alguém.

Acompanhe novidades, dicas e ações da PROTESTE envolvendo Direito dos Consumidor 

 

  shutterstock370975130

Sorteios e lances são mensais 

Após ingressar em um grupo de consórcio, você deve pagar cotas mensais, em um prazo determinado, cuja administração fica a cargo de uma empresa. Todo mês, é realizada uma assembleia, onde é sorteada uma cota que pertence a um consorciado.

Esse consumidor também pode oferecer um lance (como se fosse um leilão) e torcer para ser o vencedor.

Veja os cuidados que você deve ter ao adquirir um empréstimo pessoal

Não há qualquer ilegalidade nos consórcios. O problema é que muitos consumidores acabam frustrados, esperando muito tempo para serem contemplados. Afinal, nem todo mundo tem condições de fazer um lance. Para você ter uma ideia, um consórcio de imóveis pode durar mais de dez anos.

 

shutterstock553541608

 

O que você deve levar em conta antes de investir seu dinheiro


Fique atento às dicas abaixo antes da contratação:

De qualquer modo, empresas e pessoas de má-fé existem em qualquer ramo. Portanto, listamos a seguir alguns cuidados que você deve tomar ao contratar um consórcio.

  • Faça uma simulação e veja se as parcelas mensais previstas para o consórcios caberão no seu bolso.

  • Defina o prazo, ou seja, quantas parcelas serão necessárias para quitar a carta de crédito contratada no consórcio.

  • Busque a taxa de administração mais baixa do mercado.

  • O contrato tem que ter uma redação clara, objetiva e adequada. Caso tenha dúvidas, não assine antes de esclarecê-las.

  • Exija sempre da administradora do seu consórcio uma cópia devidamente assinada do contrato, recibos e comprovantes relativos às operações de consórcio.

  • Qualquer discordância encontrada registre uma reclamação junto ao Banco Central, ao canal Reclame da PROTESTE ou ao Procon da sua cidade ou Estado. 

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE! Se você é associado e precisa de ajuda, ligue para nosso Serviço de Defesa do Consumidor pelo 0800 282 2204 (de telefone fixo) ou (21) 4003-3907 (de celular).

Leia também

seguro-carro-negado
abertura
plano-de-saude-cuidados

Deixe seu comentário()

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.