Notícia

Guia do Casamento: publicação ajuda noivos a se planejarem

04 maio 2015
casamento

04 maio 2015

A publicação virtual Guia do Casamento, com 50 páginas, aponta possíveis armadilhas e dá dicas e orientações para que o sonho do casamento se realize sem dores de cabeça para os noivos.

Realizar o sonho do casamento mobiliza um milhão de brasileiros a cada ano, além de quase quatro mil uniões de pessoas do mesmo sexo. Trata-se de uma tarefa árdua que envolve tempo, dinheiro e muita disposição. Para ajudar nesta tarefa, a PROTESTE Associação de Consumidores está lançando um guia de casamento para download.

Quando os noivos decidem se casar, e resolvem fazer uma cerimônia para marcar a união, começam a fazer contas. São inúmeros os gastos envolvidos. É preciso se planejar com antecedência para juntar os recursos necessários.

 

O primeiro passo é estabelecer um orçamento que caiba no bolso do casal, aconselha Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da PROTESTE. Se já houver algum dinheiro guardado, será possível marcar a cerimônia para uma data mais próxima. 

Caso contrário, há que postergar o casamento até que as economias cubram a maior parte das despesas. Vida nova com dívidas não é recomendável.

 

Sempre é possível conseguir bons produtos e fornecedores a preços acessíveis. Mas é preciso saber como se livrar de possíveis armadilhas. Com as dicas e orientações do Guia, o objetivo é que os noivos realizem o sonho correndo menos riscos.

 

O ideal é iniciar os preparativos dois anos antes. Como todos os valores envolvidos são altos, mais tempo para organizar significa um período maior para pagar as contas. A maioria dos serviços contratados deve ser quitada antes da data do casamento.

 

Depois de definir o orçamento, os noivos precisam compilar os itens necessários, como convites, listas de convidados e de presentes, alianças, local para recepção, contratação da igreja, do bufê, compra do vestido, lua de mel etc. Verificar nos órgãos de defesa do consumidor se há queixas fundamentadas contra as empresas antes de contratá-las é essencial para evitar transtornos futuros.

 

Dia da semana e o horário influenciam muito o preço final, bem como o mês escolhido para o grande dia. É possível pedir descontos se optar por datas menos procuradas. Os responsáveis por todas as atividades contratadas devem fazer contratos discriminando detalhadamente os serviços.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e ganhe acesso ao conteúdo exclusivo que reservamos para você!



Imprimir Enviar a um amigo