Veja todas as publicações da PROTESTE em seu celular ou tablet!

Baixa renda: até 65% de desconto em energia
Tarifa Social de Energia Elétrica beneficia consumidores que gastam até 220 kWh por mês.
04 janeiro 2012 |

Os consumidores de baixa renda têm uma excelente oportunidade de economizar na conta de luz com a Tarifa Social de Energia Elétrica. Veja o percentual de redução, de acordo com o uso do serviço:

 

Consumo por mês
(em quilowatts/hora – kWh)
Redução
na conta
Até 30 kWh 65%
Entre 31 e 100 kWh 40%
Entre 101 e 220 kWh 10%
A medida beneficia principalmente moradores de áreas carentes. É o que ocorre, por exemplo, com as comunidades pacificadas pelas Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no Rio de Janeiro. A tarifa social, contudo, pode ser requisitado em qualquer parte do país. Quem pode receber a tarifa social? Para receber esse benefício, você deverá atender a pelo menos uma das seguintes condições: #ffffff; margin: 0px 0px 1.5rem; padding: 0px 0px 0px 1.8rem; border: 0px; list-style-type: none; list-style-image: url('data:image/gif;base64,R0lGODlhAQABAAAAACH5BAEKAAEALAAAAAABAAEAAAICTAEAOw==');">
  • Sua família deverá estar inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional ou;
  • Algum membro da sua família recebe o benefício de prestação continuada da assistência social.
  • Como se cadastrar Procure o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do seu município para obter o Número de Inscrição Social (NIS). Apresente os documentos abaixo para a empresa de energia:
     
    NIS
    Original e cópia do CPF
    Original e cópia da carteira de identidade.
    Energia elétrica
    Esse procedimento vale tanto para quem vai requerer o benefício pela primeira vez como para aqueles que farão o recadastramento para a tarifa social.
     
    PROTESTE: declaração de pobreza basta
     
    A Aneel prorrogou para janeiro de 2012 o prazo de cadastramento nos programas sociais para que esses consumidores continuem com o direito ao desconto na conta de luz.
     
    Entretanto, a concessionária de energia elétrica deve aceitar a entrega de apenas uma declaração de pobreza, que você mesmo pode preparar, após esse prazo. Isso só vale, porém, se você atender aos demais requisitos de renda e se não conseguir se cadastrar como baixa renda junto ao município.
     
    Isso é garantido por decisão em Ação Cautelar Incidental interposta pela Fundação Procon-SP e PROTESTE. Os consumidores estão amparados por decisão do desembargador Catão Alves do TRF-1ª Região.
     
     

    Leia também

    blackfridaynote
    minimo-cartao
    img-plano-saude1
    plano-de-celular

    Deixe seu comentário()

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.