Notícia

Tarifaço só aumentou a inadimplência na conta de luz

16 março 2016
conta de luz

16 março 2016

Campanha da PROTESTE pede fim de adicionais de cobrança (bandeiras tarifárias) e ação judicial quer compensação do que foi pago ano passado. Veja como participar.


O reflexo do tarifaço aplicado pelo governo nas contas de luz ao longo do primeiro semestre do ano passado é sentido agora com o crescimento da inadimplência no setor, que triplicou. E a aplicação das bandeiras tarifárias vermelhas com cobrança adicional só agravou o problema: houve um aumento nos cortes de energia por conta de débito. Com a crise econômica, em algumas regiões do país os consumidores não tiveram como suportar aumentos superiores a 50% na conta de luz


Para evitar o agravamento da situação a PROTESTE lançou a campanha Quem cala paga mais luz, para que, com sua ajuda possamos pressionar as autoridades a acabar com a cobrança das bandeiras tarifárias, ao invés de apenas suspendê-las. 


QUERO PARTICIPAR 


Além de apoiar a mobilização você terá acesso a uma calculadora para simular a economia na conta alterando o tempo de uso dos eletrodomésticos, e um Guia, repleto de dicas para reduzir o consumo de forma eficiente. Além disso, caso sofra corte indevido de energia elétrica, você terá suporte da PROTESTE para resolver o problema. 


PROTESTE pede que valor cobrado a mais seja compensado 

 

Para que os brasileiros tenham compensação do que pagaram de acréscimo na conta de luz pela bandeira tarifária vermelha, no ano passado, a PROTESTE está com ação civil pública protocolada em andamento na 9ª Vara da Justiça Federal de Brasília, desde o início de março. 


Foram pagos R$ 14,712 bilhões com essa cobrança extra e as empresas arrecadaram bem além dos custos extras, para gerar energia quando cai o volume de água nos reservatórios das hidrelétricas. 


Desde que houve consulta pública para discutir a implantação das bandeiras tarifárias, há quatro anos, a PROTESTE vem contestando a medida que impacta a capacidade dos consumidores de baixa renda de pagar tarifa, bem como a inflação.


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo