Notícia

Operadora HughesNet chega ao Brasil com franquias de dados para internet fixa

01 julho 2016

01 julho 2016
Nova operadora pretende ser uma boa opção para regiões mais restritas. Confira nossas primeiras impressões sobre o custo/benefício do serviço e veja se vale a pena contratar.

Operadora HughesNet chega ao Brasil com franquias de dados para internet fixa


Em 2016, a criação de franquias de consumo para o serviço de internet fixa passou a ser pauta entre os brasileiros. E seguindo uma abordagem comercial semelhante, a HughesNet, empresa norte-americana de telecomunicações, anunciou durante a última semana de junho a sua chegada ao Brasil com a proposta de focar em áreas mais restritas. Inicialmente, disponível apenas para os estados de Minas Gerais e São Paulo, a operadora pretende expansão para 21 estados até setembro. 


A companhia tem o título de melhor entrega de velocidade prometida pelo relatório Measuring Broad America 2015. A transmissão do serviço é feita via satélite, ofertada através de pacotes limitados de internet fixa e tem a pretensão de abrangência nacional até 2020 com foco nas regiões onde entrega de internet fixa encontra dificuldade em chegar. 


HughesNet tem o preço elevado se comparado às demais operadoras 


Além de limitar o consumo da internet utilizando franquias e focar em áreas mais restritas, outro fator que chamou atenção foram os valores dos planos ofertados. A partir de 1° de julho, a operadora HughesNet oferecerá 3 principais ofertas residenciais: 

10 Mbps por R$ 249,90 – Franquia de 35 GB 

15 Mbps por R$ 349,90 – Franquia de 50 GB

20 Mbps por R$ 449,90 – Franquia de 60 GB 

A taxa de adesão é de R$ 359,90 e após o fim da franquia, você passará a navegar em uma conexão entre 500 Kbps e 1 Mbps. E caso tenha interesse, poderá contratar mais 1 GB por R$ 29,90, com 1Mbps de velocidade. 

Os valores oferecidos pela  HughesNet são bastante elevados se comparados aos ofertados pelas demais operadoras atualmente. Enquanto um plano residencial de 10 Mega, da nova operadora custará R$ 249,90, a Net, por exemplo, oferece nas mesmas cidades (Belo Horizonte e São Paulo), um plano de 15 Mbps com franquia de 80 GB por R$ 99,90.  


Com variações de valor por cidade, as operadoras Vivo e Tim também oferecem planos equivalentes que também custam no máximo R$99,90. 


PROTESTE é contra franquias de consumo e bloqueio da internet 


A Hugues Brasil afirma que a tecnologia utilizada não permite o consumo livre de dados, pois a utilização em exceção de um usuário prejudicaria o serviço dos demais consumidores da mesma conexão. Nos planos oferecidos, a nova operadora não cortará o serviço, mas reduzirá consideravelmente a velocidade após atingir o pacote contratado. 


Apesar de provavelmente oferecer um serviço de qualidade – como acontece nos Estados Unidos - os preços da HughesNet não são atrativos. O custo por Mbps é elevado comparado ao custo de transmissão por ADSL e fibra ótica. Além disso, a operadora impõe a contratação de franquias de consumo para atender o consumidor. 


A PROTESTE é contra a imposição de franquias de consumo e – desde a mobilização feita no mês de Maio, com mais de 165 mil engajados - luta para que os consumidores não tenham qualquer tipo de bloqueio de dados dentro da velocidade contratada para internet fixa. Assine também a nossa petição, “Diga não ao Bloqueio da Internet fixa” e nos ajude a garantir seu direito de utilizar a internet sem bloqueios ou restrições: 


Hoje, a Anatel decreta que a velocidade tem que ser de pelo menos 80% da taxa de transmissão média contratada e 40% da taxa de transmissão instantânea (download e upload). Desse modo, as franquias de consumo com redução da velocidade podem ser contraditórias a esse regulamento, pois independentemente do término da franquia, as taxas de entrega do serviço devem seguir esses padrões. 


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e receba gratuitamente informações da PROTESTE!


Imprimir Enviar a um amigo