Notícia

Suplemento Whey: irregularidades nos produtos

24 janeiro 2014

24 janeiro 2014

Este assunto ultimamente está bombando na Internet e por isso a PROTESTE testou diversas marcas de suplementos. A surpresa é que apenas seis produtos trazem corretamente os valores de proteína e carboidrato em seus rótulos.

A PROTESTE testou vinte suplementos proteicos para atletas para avaliar se a variação da quantidade de proteínas e carboidratos descritos no rótulo está de acordo com a legislação e apenas seis das vinte marcas testadas apresentaram resultados aceitáveis. O fato é que esta diferença pode impactar diretamente o desempenho e rendimento dos praticantes de atividade física, principalmente em dietas calculadas em função dos valores nutricionais fornecidos no rótulo.

Estes suplementos denominados Whey Protein (WP), feitos com proteínas do soro do leite de vaca, atualmente são os mais populares no mercado e sua finalidade é suprir possíveis carências proteicas da dieta e estimular a hipertrofia muscular.

Porém, a maioria dos produtos foram mal avaliados porque ultrapassam a tolerância prevista na Resolução RDC Nº 360/2003, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), de 20% para mais ou para menos com relação ao valor calórico e nutrientes declarados no rótulo.

E após a análise o problema encontrado foi que a maioria deles oferece menos proteínas e mais carboidratos do que declarado no rótulo. Apenas a marca Maximum Whey/MHP apresenta menos carboidrato na fórmula.

Outra análise do teste foi baseada na legislação da Anvisa RDC Nº18/2010, que obriga os rótulos de todos os alimentos para atletas a trazer a seguinte frase: “Este produto não substitui uma alimentação equilibrada e seu consumo deve ser orientado por nutricionista ou médico”. Porém, diversos produtos não trazem esta informação, são eles:

  • Elite Whey Protein Isolate – Dymatize Nutrition
  • 100% Whey Gold Standard – Optimum Nutrition
  • Four Whey Protein – Suplemente Alimentação Avançada
  • Isofor Whey Protein Isolate – Vitafor
  • 100% Whey Xtreme – X-Pharma


Quer saber mais? Fique ligado no nosso site e confira tudo sobre este e outros assuntos.


Embora estas irregularidades não causem riscos sérios à saúde, a PROTESTE aconselha o consumidor a buscar a orientação de um nutricionista antes de utilizar suplementos proteicos. E também optar sempre pelos produtos de acordo com a legislação.

Veja na galeria os produtos testados e sua avaliação:


Para os consumidores de suplementos proteicos a boa noticia é que cinco produtos receberam boa avaliação em todos os quesitos do teste por conter as quantidades corretas dos nutrientes declarados no rótulo e no produto, são eles:
  • Top Whey 3W (Max Titanium)
  • 100% Pure Whey (Probiótica)
  • Isofusion (Gaspari Nutrition)
  • Whey Protein Isolate (Now Sports)
  • 100% Whey Fuel (Twinlab)

A PROTESTE enviou os resultados do teste à Anvisa e às Vigilâncias Sanitárias do Rio de Janeiro e São Paulo, pedindo a retirada dos produtos irregulares do mercado. E também enviou ofício aos Procons das duas cidades, pedindo a abertura de procedimento administrativo para adequação das rotulagens.

Atenção! A maioria dos suplementos proteicos não foram bem avaliados.

Imprimir Enviar a um amigo