Notícia

Problemas com suplementos se repetem

29 janeiro 2015

29 janeiro 2015

Voltamos a testar os suplementos proteicos, após um ano do último teste que detectou produtos com menos proteínas ou mais carboidratos do que o informado. E na análise atual a discrepância se repete. Confira:

A PROTESTE testou novamente 30 opções de suplementos proteicos e constatamos que apenas um terço possui quantidades de proteína e carboidrato conforme indicado no rótulo. Contudo, o resultado é melhor do que o de nosso teste passado, quando apenas 6, dos 20 produtos que analisamos, continham teores corretos de proteína e carboidratos. 

Após nossas análises a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a venda de lotes de mais de 20 produtos irregulares.

Entre os suplementos analisados, 19 erraram ao informar a quantidade de carboidratos. Segundo as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as informações nutricionais contidas em um rótulo podem ter até 20% de variação (para mais ou para menos) em relação à quantidade real que o produto apresenta. 

Mas, em nossos testes, encontramos uma variação maior do que essa. Quanto aos carboidratos, quatro suplementos tinham menos do que o declarado no rótulo:

  • Whey Isolate 28, da GNC;
  • 100% Whey Gold Standard, da Optimum Nutrition;
  • Maximum Whey, da MHP;
  • Giant Whey, da Bodybuilders (este último nem carboidrato tinha).

Apenas um produto não informa corretamente o teor de proteína:

  • Whey Protein, da X-Lab;

Outros 15 produtos possuíam mais carboidratos do que declaram.

A diferença entre o valor dos nutrientes indicado no rótulo e o que constatamos em laboratório não traz risco à saúde. Porém, pode impactar diretamente no desempenho, no rendimento e no resultado de atletas e praticantes de atividades físicas. 

Ainda na análise das informações contidas nos rótulos, verificamos que Optimum Nutrition 100% Whey Gold Standard, X Pharma 100% Whey Xtreme e X-Lab Whey Protein não trazem o seguinte alerta: “Este produto não substitui uma alimentação equilibrada e seu consumo deve ser orientado por nutricionista ou médico”.

A informação ausente nas embalagens dos três suplementos é extremamente importante. Afinal, esses profissionais são os mais capacitados para orientar você em relação ao que deverá consumir para manter a boa saúde e alcançar seus objetivos. Se necessário, eles podem sugerir o uso de suplementos quando as necessidades nutricionais não estão satisfatoriamente supridas pela ingestão de alimentos.

Contudo, no momento do planejamento, seu nutricionista ou médico não deve apenas realizar uma estimativa das calorias a serem consumidas, com base no seu gasto energético. Ele deve programar a adequação dos nutrientes ao longo do dia, mais especificamente nas refeições que irão preceder e suceder a atividade física.

Ainda não existe um consenso entre os profissionais da saúde sobre o uso dos suplementos à base de proteína, como o whey protein. Além disso, acredita-se que o consumo em excesso desses suplementos pode trazer danos hepáticos e renais.  


Somente dez suplementos proteicos para atletas testados traziam corretamente os valores de carboidratos e proteínas.


Gostou deste conteúdo? Cadastre-se agora e ganhe acesso ao conteúdo exclusivo que reservamos para você!



Imprimir Enviar a um amigo